Ir para o conteúdo

segunda-feira, 04 de março de 2024

Artigos

O chamado à Santidade

Novembro chegou, e junto com ele um novo ardor em busca da santidade. No primeiro dia deste mês a Igreja nos convida, de maneira especial, a celebrarmos todos os santos e santas de Deus (no Brasil, no primeiro domingo). Com tantos nomes, origens e culturas, estes homens e mulheres nos recordam que o seguimento radical a Jesus é o que dá sentido à nossa vida. São exemplos que norteiam a vivência da nossa fé e iluminam nossa experiência enquanto cristãos.

Olhando para suas imagens nos nossos templos e em nossas casas, podemos nos enganar pensando que a santidade é um convite de Deus para algumas pessoas específicas, pessoas “especiais”. Porém, ser santo e santa é um chamado de Deus para todos os seus filhos, independentemente da situação em que nos encontremos. Em cada realidade, uma oportunidade pra fazer brotar a semente da santidade já plantada em nós.

Todas as vezes que a santidade nos soar como um ideal inacessível e nos parecer  distante, lembremos das palavras do Papa Francisco em sua Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate (“Alegrai-vos e exultai”): “Para ser santo, não é necessário ser bispo, sacerdote, religiosa ou religioso (…). Todos somos chamados a ser santos, vivendo com amor e oferecendo o próprio testemunho nas ocupações de cada dia, onde cada um se encontra” (n. 14). Sendo assim, reconheçamos que santidade não diz respeito à perfeição, mas à nossa capacidade de amar. Só sabendo acolher a nossa condição humana de pecadores é que conseguiremos alargar o coração, e dar uma nova chance à graça de Deus que nos sustenta em nossas fragilidades.

Também neste mês, neste dia 5, os jesuítas celebram o dia de todos os Santos e Beatos da Companhia de Jesus. Somos convocados pelo Senhor a vivermos o chamado à santidade inspirados no testemunho daqueles que gastaram suas vidas no seguimento a Jesus. Queremos marcar este tempo, rezando pelas vocações à Companhia de Jesus em comunhão com a Igreja no Brasil, que vivencia o seu 3º Ano Vocacional.

Por: Pe. Edson Tomé Pacheco Silva, SJ

 

Foto por: Larissa Barreiros | Programa MAGIS Brasil

Compartilhe: