Ir para o conteúdo

segunda-feira, 04 de março de 2024

Artigos

O avanço e a importância da controladoria jurídica nos escritórios de advocacia

Quando se fala em escritório de advocacia, não são poucas pessoas que, automaticamente, pensam em conjunto de pessoas elaborando peças processuais e comparecendo em audiências. Ocorre que, em que pese o cenário acima descrito fazer parte da realidade do advogado, fato é que muitos escritórios modernos, especialmente os de médio e grande porte, apesar de serem sociedades de profissionais, contam com uma estrutura dotada de setores que fornecem serviços de análise, gestão, finanças, entre outros, voltados à melhoria da própria organização profissional.
Nesse cenário, especialmente nas últimas duas décadas, os escritórios de advocacia com maior destaque no mercado jurídico, visando aprimorar os processos de gestão, controle e organização, vêm buscando implementar a chamada controladoria jurídica.
Referido setor, composto de profissionais especializados, atua no suporte do escritório como um todo, através da execução de atividades como a gestão de resultados dos serviços prestados, gestão de um software jurídico, análise de dados e resultados, dentre outras que pretendem administrar os resultados e qualidade dos serviços prestados.
Nesse sentido, e também através do fornecimento de dados, a controladoria jurídica pode auxiliar a liderança na tomada de melhores decisões, na medida em que fornece, através de software jurídico, as estatísticas e os resultados das demandas conduzidas no escritório, permitindo ao profissional analisar a carteira de serviços como um todo.
Ademais, a depender da estratégia de cada escritório, é possível implementar no referido setor a atividade chamada de Jurimetria, que consiste na análise de estatística e resultados das decisões judiciais de todos os estados do nosso país, auxiliando o advogado na condução do processo.
Esclarecendo melhor, vamos citar um exemplo: imagine que por meio de um software jurídico seja possível captar dados referentes a decisões de determinados juízes de uma comarca acerca de determinado tema. A análise dos dados fornecidos por essa tecnologia auxiliará o profissional de direito a elaborar um parecer mais preciso acerca da probabilidade de êxito dos processos que eventualmente sejam distribuídos naquela comarca, bem como dará um norte mais preciso sobre a posição legal, doutrinária e jurisprudencial dos magistrados em questão.
Assim, o que se nota é que a controladoria jurídica agrega maior qualidade nos serviços prestados, segurança, organização e agilidade à gestão dos processos, elevando os escritórios que a implementam a um patamar de destaque no mercado jurídico.

 

 

 

Ana Carolina Cordeiro Pelegrinelli
é advogada na TMB Advogados, integrante
do time da Controladoria Jurídica,
graduada e pós-graduada em Direito
Processual Civil pela Universidade
Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada
em Direito Contratual pela Pontifícia
Universidade Católica de São Paulo.

Compartilhe: