Ir para o conteúdo

sexta-feira, 03 de novembro de 2017

Artigos

“O amor pode machucar às vezes, mas o amor é tudo o que eu conheço”

Esta bela frase extraída de uma canção estrangeira revela duas grandes verdades sobe o amor. A primeira diz que amar pode machucar às vezes.
 O amor é uma moeda de duas faces: de um lado realiza, alegra, anima, sensibiliza, preenche… Mas por outro lado gera sofrimento, dor, renúncia, incompreensão… A arte de amar é antagônica. Por isso, quem não quer sofrer então não deve amar. Um bom exemplo é o de Jesus Cristo que entregou sua vida pelos que amava.
 A segunda verdade da frase diz que o amor é tudo o que se conhece. De fato, a fé cristã afirma um atribuo divino que é também sua identidade: “Deus é amor”. Podemos saber muitas coisas sobre quase tudo. Entretanto, tudo que se sabe não tem outro fundamento senão Amor na causa e razão primeira que é Deus.
Dizia Santo Agostinho: “Põe amor naquilo que faze e as coisas terão sentido. Retire delas o amor e elas tornar-se-ão vazias”.
 
Pe. Ronaldo Miguel
Mestrando em Roma
 
 

Compartilhe: