quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Artigos

O amor de Deus é nossa maior riqueza

Deus, em Sua infinita misericórdia, enviou Seu Filho único para nos salvar. Este Filho, Jesus, sujeitou ser preso e flagelado. Ele foi crucificado, humilhado e condenado por amor a nós, mas não se revoltou, simplesmente perdoou.
No alto da cruz, Jesus perdoou ao bom ladrão, a todos os que zombavam Dele e até mesmo aos que O crucificaram: “Pai, perdoa-lhes! Eles não sabem o que fazem!” (Lc 23,34).
O amor de Deus é a maior riqueza que temos, mas teimamos em alimentar o desamor em nosso coração, porque nos falta disposição interior e sensibilidade para entendermos os desígnios de Deus. Somos muito egoístas e permitimos que a dor, a tristeza e a angústia tomem conta do nosso coração e assumam o lugar de Deus em nossa vida.
Tem momentos em que é difícil perdoar, amar, sorrir, conviver, partilhar,… mas temos que fazer um esforço e transpor as situações para que a dor e a decepção não nos matem. Nada pode nos separar do amor de Deus!
A misericórdia triunfa sobre o julgamento. Se formos pessoas misericordiosas, seremos tratados com misericórdia no julgamento; o que salvará a mim e a você no julgamento final serão a misericórdia, o amor concreto, traduzidos em atos para com aquele que erra, e o perdão para com aquele que errou conosco. Misericórdia e perdão fazem parte do treinamento pelo qual o Senhor nos faz passar constantemente.

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Compartilhe: