Ir para o conteúdo

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Artigos

NFC: transformando a sociedade com a comunicação por proximidade de campo

A era da revolução tecnológica trouxe uma necessidade cada vez maior de ferramentas que facilitem as atividades diárias. Uma dessas inovações é o NFC (“Near Field Communication”), uma sigla em inglês que representa a tecnologia de Comunicação por Proximidade de Campo. Por meio de ondas eletromagnéticas, o NFC permite uma ampla gama de aplicações em diversas áreas, tais como acesso, transferência de dados e transações financeiras.
Este artigo tem como objetivo explorar a tecnologia NFC, suas principais características e suas aplicações. Examinamos os conceitos fundamentais dessa tecnologia e destacamos suas aplicações mais relevantes.
O NFC é uma tecnologia de comunicação sem fio que evoluiu do RFID (“Radio Frequency Identification”) e a principal diferença entre o NFC e seu antecessor está na distância de aplicação: o sinal emitido por um dispositivo NFC tem um alcance máximo de apenas 10 centímetros, tornando-o confiável e seguro.
Dispositivos equipados com tecnologia NFC têm uma variedade de aplicações, incluindo controle de acesso, documentos de identificação e pagamentos. Eles têm o potencial de substituir códigos de barras e cartões, reduzindo a necessidade de imprimir cartões de crédito, passes de ônibus e comandas de restaurantes. Esse aspecto também contribui para a preservação ambiental, evitando o desperdício de produtos de longa decomposição.
O NFC é conhecido por ser uma forma de transferência de dados sem fio de curto alcance que utiliza a indução magnética para a comunicação. Sua simplicidade e praticidade tornam-no valioso para uso diário, eliminando filas e atrasos em atividades cotidianas, como sistemas de pagamento de produtos em sistemas de autoatendimento, por exemplo. Durante a pandemia de COVID-19, o NFC demonstrou eficiência ao permitir transações por aproximação, evitando o contato direto entre dispositivos.
Os dispositivos NFC leem tags passivas de RFID de alta frequência, transmitindo dados apenas a curtas distâncias. Isso permite que o NFC transforme limitações físicas em uma característica exclusiva, possibilitando a transmissão apenas em campo próximo.
As aplicações do NFC incluem:
Pagamentos: O NFC tem o potencial de eliminar a necessidade de uma carteira física, substituindo-a por dispositivos eletrônicos. O pagamento via dispositivos móveis reduz a necessidade de dinheiro e oferece maior segurança ao usuário. A tecnologia NFC está se consolidando como o futuro dos serviços de pagamento móvel, com exemplos notáveis, como cartões de crédito com capacidade de pagamento por aproximação, cartões virtuais e pulseiras com módulos NFC.
Transporte: Um exemplo impressionante é o projeto Roda SP, implementado durante o verão de 2018 em São Paulo. O projeto permitia o trânsito ilimitado pela Baixada Santista com uma única passagem de ônibus. Os passageiros recebiam um cartão NFC que era usado em cada embarque e desembarque. A aplicação foi associada a smartphones presentes nos veículos, tornando a experiência mais eficiente.
Controle de Acesso: O NFC padroniza o acesso a locais por meio de cartões e tags de acesso.
O estudo sobre NFC revela a importância dessa tecnologia na modernização de nossas vidas, simplificando tarefas e tornando as atividades mais seguras e eficientes. Com a capacidade de realizar transações e acessar informações com facilidade, o NFC é uma tecnologia que veio para ficar, beneficiando a todos.

Arlindo Henrique Machado Leite, Diogo Tavares da Silva e Rodrigo Ruiz Sanches,
Curso de Sistemas de Informação da Faculdade Barretos

Compartilhe: