quarta-feira, 02 de dezembro de 2020

Artigos

Negócios gerados em condomínios

A pandemia da COVID-19 ficará na história. Com certeza nossos filhos e netos no futuro terão este tema na grade curricular escolar. Um outro tipo de aprendizado que a pandemia nos trouxe, foi o senso de compaixão, cordialidade e civilidade. Em meio a tudo isso, uma troca de experiências vem crescendo dentro dos condomínios. Apesar da individualidade de cada um, surgiu uma grande cadeia de pessoas preocupadas umas com as outras, desde pequenos gestos, como fazer compras e recolher o lixo dos vizinhos que estão totalmente isolados, e uma troca de serviços entre os condôminos.
Durante este período, podemos perceber que as famílias que tiveram sua renda reduzida, ou até mesmo interrompida, por demissão ou afastamento do trabalho, tiveram que se reinventar e criar novos negócios. A renda extra está se tornando, cada dia mais, a renda principal das famílias.
O número de condôminos que passaram a fazer bolos, pizzas, marmitas, doces, artesanatos, entre outros produtos, praticamente dobrou. Um exemplo de ideia inusitada e bem criativa, para distrair as crianças que moram em condomínios, foi a de uma moradora que começou a montar barracas de acampamentos dentro dos apartamentos, para que elas consigam brincar e viajar na sua imaginação sem sair de casa.
São ideias que surgem com a necessidade de se reinventar e, com toda certeza, irão se fortalecer e permanecer no pós-pandemia. O condomínio é como uma cidade, com pessoas e suas particularidades. Por que não explorar esta oportunidade de fazer negócios entre vizinhos e amigos? É um nicho de mercado a ser conquistado com criatividade e inovação para atender as necessidades de uns e gerar renda para outros.

João Xavier: Síndico
profissional, especialista em gestão condominial,
especialista em implantação de novos condomínios.

Compartilhe: