Ir para o conteúdo

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Artigos

“Não se torne aquilo que te feriu”

Quantas vezes nos deparamos com pessoas marcadas pelas situações adversas da vida, que se tornaram amarguradas, feridas pelas dores que enfrentaram e trazem na face os sinais dos sofrimentos vividos. Perdem o sorriso, a leveza e a serenidade, tornam-se carregadas, negativas e pessimistas, olhando o mundo e as pessoas sempre pelo lado negativo.

De fato, nem sempre a vida é generosa para com todos; é bem verdade que muitos de nós enfrentamos muitas dificuldades, algumas quase que insuportáveis, no entanto, não podemos permitir que nos firam naquilo que há de mais precioso em nós, a imagem de Deus. Deus é alegre, é sereno, é positivo, e nós, como imagem d’Ele que somos, devemos nos esforçar para expressar com a máxima fidelidade aquilo que Ele é.

É compreensível que o sofrimento deixe marcas, mas as alegrias também deixam, portanto, optemos sempre por contagiar os ambientes onde estivermos com a nossa alegria e não como as nossas dores. Não se torne aquilo que te feriu! Trata-se de resiginar-se, ou seja, reiventar-se, se superar a cada dia, deixar o passado no passado e olhar para frente, jamais perpetuar o que de ruim aconteceu.

Como é triste uma pessoa que vive ruminando o passado e as experiências negativas; não conseguem viver o presente e nem perceber o que de bom acontece, tornam-se escravas de uma passado que não muda e deixam de ver a realidade do tempo presente. É um exercício necessário, absorver apenas o positivo da vida, viver os sofrimentos sim, se necessário, mas saber superá-los e aprender deles.

Portanto, sejamos testemunhas da alegria e do bem, imagens fieis da face feliz e serena do Deus amor e jamais permitamos nos tornar expressões das dores, angústias e sofrimentos, uma vez que o mundo está desesperadamente necessitado de amor e de paz.

Fernando Félix Rabelo

Seminarista

Compartilhe: