Ir para o conteúdo

sábado, 27 de novembro de 2021

Artigos

Mutirão de Comunicação 2021 divulga Carta de Belo Horizonte

No encerramento do Mutirão de Comunicação 2021, realizado nos dias 23 e 24 de julho, as entidades organizadoras do evento firmaram a Carta de Belo Horizonte – Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas.
A Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), a Pascom Brasil, a Signis Brasil e a Rede Católica de Rádio expressam preocupação com o tempo presente e também oferecem caminhos para a promoção de uma verdadeira comunicação integral.
O tema eleito para o Mutirão de Comunicação 2021, “Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas”, oportuniza que todos reflitamos sobre como os processos comunicacionais ganham cada vez mais relevância na vida social, alçada velozmente às telas dos diversos tipos de dispositivos e plataformas. Na contemporaneidade de uma comunicação cada vez mais conectada, os desafios mostram-se reais e tocantes: o agravamento das condições sub-humanas impostas a uma gigantesca parcela da população; o agressivo descaso com a casa comum; o recrudescimento do autoritarismo e a disseminação de atos de violência física e simbólica como tentativa de opressão e apagamento das diversidades e minorias, entre tantas outras questões.
Os signatários também afirmam que “pensar a comunicação integral, que integre e torne inteiro, é perceber e exercer a comunicação a partir de paradigmas verdadeiramente relacionais, e não apenas de modo informacional e verticalizado, nem como mera ferramenta ou estratégia. E, mesmo que essa comunicação integral não se realize exatamente assim, tal objetivo deve orientar os comunicadores e comunicadoras como compromisso ético de atuação. Entre as urgências do mundo está a da construção de políticas e modos de comunicar que se estabeleçam como alternativas aos velhos discursos persistentemente colonializados e excludentes, dos assédios do pensamento único e de abordagens simplificadoras e dicotômicas do mundo da vida”.
A carta pode ser lida na íntegra no site: www.muticom.com.br.

Compartilhe: