Ir para o conteúdo

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Artigos

Melhor idade da criança para começar sua Catequese

Muitas paróquias, por esse Brasil afora, começam agora, no início do ano, a divulgar Inscrições Abertas para matrículas de crianças, adolescentes, jovens e adultos para encontros catequéticos, principalmente para os sacramentos da Iniciação à Vida Cristã (IVC) – Batismo, 1ª Eucaristia ou Crisma.
Há um hábito tradicional de fazer corresponder encontros de catequese com o ano letivo, e isto faz com que a maioria deles se inicie em fevereiro, pós-férias escolares de dezembro/janeiro. Há linhas dessa pastoral que se esforçam para que entendam não ser o ano letivo um parâmetro preferível para esse início, pois o mais correto creem que devam acontecer a partir do Advento, ou seja, no início do Ano Litúrgico e não do Ano Letivo. A diocese de Barretos há vários anos entende dessa forma, mesmo devendo enfrentar os desafios de viagens por férias escolares, festas de fim de ano, e até mesmo semana do carnaval.
Sem entrar no mérito dessas questões acima, a intenção aqui é outra, ou seja, mostrar quando uma criança precisa ser iniciada na catequese, por pais cristãos. Ela deve entrar para a catequese logo em seguida ao Batismo, não na comunidade paroquial, mas na Igreja Doméstica, familiar, sendo os pais os seus primeiros catequistas. O mandamento de Cristo é “Ide e batizai (…) ensinando tudo o que lhes prescrevi” (Mt 28,19-20). Posteriormente, como auxiliares dos pais, os catequistas, nas paróquias, vão complementar a formação que a criança já recebeu em casa. “Os pais, que transmitiram a vida aos filhos, têm uma gravíssima obrigação de educar a prole e, por isso, devem ser reconhecidos como seus primeiros e principais educadores.” (Declaração sobre a Educação Cristã “Gravissimum Educationis”, 3, Vaticano II).
Levar os filhos, desde bebês, às missas dominicais semanalmente, já faz com que eles os estejam catequizando e cumprindo seu dever de primeiros educadores.

Compartilhe: