quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Artigos

Máscara: use-a corretamente

Com a recomendação do Ministério da Saúde para o uso obrigatório de máscaras em lugares públicos para diminuir o risco de transmissão – podem ser de tecido costuradas em casa ou as descartáveis – é importante o uso correto para evitar a contaminação.
A máscara funciona como uma barreira: quem já estiver contaminado não vai espalhar gotículas com o vírus ao falar, tossir ou espirrar, por exemplo. E aqueles que estiverem saudáveis também terão uma proteção no rosto para que as mucosas da boca e do nariz não entrem em contato com partículas contaminadas.
Para que a proteção seja efetiva, o ideal é que a máscara cubra o nariz inteiro e desça até o queixo, de modo que não sejam formados vãos por onde gotículas possam entrar. Por isso, a vedação precisa ser completa, não pode ficar largo nas laterais do rosto – pode ser feito um nó nos elásticos ou na cordinha. E esse procedimento deve ser feito em casa, com as mãos limpas. Não adianta fazer em locais públicos, pois fica exposto ao vírus quando mexe na máscara ao manuseá-lo sem higienização correta.
Ao tirar a máscara por pouco tempo, para tomar água, por exemplo, não puxe-a para o queixo. O ideal é só tocar nas cordinhas ou elástico – você pode encostar na parte do tecido que está contaminada. Quando for fazer uma refeição, não coloque-a sobre a mesa pois a superfície pode estar contaminada, ainda mais em ambientes de uso comum. O ideal é guardar a máscara em um saco limpo.
Além disso, as máscaras devem ser trocadas com frequência: de 2 em 2 horas ou sempre que ficarem úmidas. Se você tossir ou espirrar, por exemplo, lave bem as mãos, tire-a da forma correta e lave-a. Higienize as mãos e coloque uma nova máscara.
Como lavar corretamente? Devem ser higienizadas com água e sabão. Outra opção é deixa-las de molho por cerca de 20 minutos em uma solução com 10 ml de água sanitária e meio litro de água. Se quiser, pode usar um ferro quente para reforçar a esterilização.
ATENÇÃO: não misture a máscara com as demais peças de roupa. Lave-a individualmente.

Lembrem-se de todas as outras recomendações:

• Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos ou higienize com
álcool em gel 70%
• Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas
• Mantenha uma distância mínima de 2 metros de qualquer pessoa tossindo
ou espirrando
• Evite abraços, beijos e apertos de mãos
• Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças
• Não compartilhe objetos de uso pessoal como talheres, toalhas, pratos e
copos
• Evite circulação desnecessária nas ruas, shoppings
• Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas , principalmente
idosos e doentes crônicos, fique em casa até melhorar
• Durma bem e tenha uma alimentação saudável
• Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.

Daniele Rezek
Cardiologista
CRM 145.887 | RQE 64.850

Compartilhe: