Ir para o conteúdo

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Artigos

Maria

A vida da Virgem foi também uma vida muito dolorosa e com circunstâncias muito amargas. Ver seu filho nascer numa gruta reservada para animais, vê-lo perseguido de morte já em sua tenra idade, ter que fugir para o Egito para salva-lo, vê-lo depois desconhecido, em sua vida pública, rejeitado, perseguido, caluniado, aprisionado, condenado à morte, pregado na cruz, morto e escarnecido … Também a vida do cristão se desenrolara em circunstâncias às vezes muito dolorosas, o cristão saberá o que são lagrimas. O fato de saber que também a Virgem sofreu em sua vida lhe dará forças para agüentar a dor com paz e até com alegria.
Maria, vem e dá-nos a alegria que nasce da fé, e do amor, o gozo das almas que confiam em meio ao esforço e à dor.
Lá no roteiro de sua casa, a Virgem Maria se concentrava na oração, deixava seus afazeres domésticos e dedicava seus prolongados momentos para orar a Javé, lia as Sagradas Escriturad, rezava os salmos, cantava os hinos e sua alma se alegrava em altíssima contemplação da dividade. Nossa oração deve ser freqüente; para isso não ser preciso sair de casa, a Bíblia não deve deixar de ser o livro que sempre manusearemos, a Palavra de Deus deve ocupar nossos pensamentos e nossos afetos.
Hoje ao festejarmos o Natal de Jesus precisamos festejar a grandiosidade do amor de sua Mãe Santíssima,  a Virgem Maria.
Viva Maria. Viva Jesus.
Bom Natal para todos os meus queridos leitores e amigos e mais ainda reunidos em Cristo Jesus.

Compartilhe: