Ir para o conteúdo

segunda-feira, 27 de junho de 2022

Artigos

Legião de Maria celebra 100 anos de existência

A Legião de Maria, movimento mariano da Igreja que surgiu em Dublin, na Irlanda, em 1921, celebrou no último dia 07 de setembro, 100 anos de existência. No Brasil, a Legião de Maria teve início em 1951.
Para comemorar a data na diocese, o padre Ronaldo Candido, diretor espiritual do movimento, presidiu a Eucaristia no último dia 12, festa litúrgica do Santíssimo Nome de Maria, no Salão da Comunidade Nossa Senhora de Lourdes da Paróquia São Benedito, em Barretos.
“O movimento mariano chegou ao Brasil no ano de 1951 e, desde então, espalhou-se por todo o país. Ao celebrar este centenário em nossa Diocese de Barretos podemos dizer que nos sentimos privilegiados e conscientes de que precisamos deixar um bom legado para as gerações cristãs futuras. Realmente, é um privilégio celebrar os 100 anos de um movimento que está espalhado pelo mundo todo. É uma graça muito grande e, ao mesmo tempo, uma enorme responsabilidade!”, expressou o sacerdote.
Frank Duff foi quem fundou a Legião de Maria. Ao participar da Sociedade de São Vicente de Paulo (Vicentinos), ele se sensibilizou com as necessidades dos pobres e desfavorecidos e percebeu que essas pessoas precisavam de mais do que bens materiais: tinham necessidade de ajuda espiritual. Os membros do movimento, sob a proteção e intercessão de Nossa Senhora, destinam-se à evangelização e à santificação dos homens e mulheres por meio da oração e do trabalho apostólico ativo.
É um momento de partilha, de oração e de discussão de temas referentes à religião e à fé em torno do altar de Nossa Senhora.

Compartilhe: