Ir para o conteúdo

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Artigos

Lançado o hino oficial da JMJ Lisboa 2023

Foi lançado no dia 27 de janeiro, o hino oficial da próxima Jornada Mundial da Juventude, intitulado “Há pressa no ar”, com inspiração no tema da JMJ Lisboa 2023, “‘Maria levantou-se e partiu apressadamente” (Lc1,39).
A escolha do hino se deu após um concurso nacional realizado pela organização da Jornada e a composição eleita é de autoria de Padre João Paulo Vaz e do músico Pedro Ferreira, ambos da Diocese de Coimbra. Os arranjos são do músico Carlos Garcia.
Segundo os autores, primeiro surgiu a música, composta por Pedro Ferreira. Segundo ele, a ideia era criar uma melodia “pensada para congregar, unir uma comunidade.
Por sua vez, Pe. João Paulo Vaz contou que teve uma grande alegria ao receber a notícia de que sua canção havia sido escolhida, pois a notícia lhe foi dada no mês em que celebra 25 anos de sacerdócio.
“O tema da edição de Lisboa levou-me a rever a minha relação com a Mãe e, portanto, o processo criativo da letra tornou-se um tempo de oração muito profundo para mim”, disse.
Conforme assinalou a organização da JMJ, “ao cantar este hino, os jovens de todo o mundo são convidados a identificarem-se com Maria, dispondo-se ao serviço, à missão e à transformação do mundo. A letra evoca também a festa da JMJ e a alegria centrada na relação com Deus”.
O refrão do hino da JMJ Lisboa 2023 afirma: “Todos vão ouvir a nossa voz, levantemos os braços, há pressa no ar. Jesus vive e não nos deixa sós: não mais deixaremos de amar”.
O lançamento do hino oficial do desta edição das JMJs aconteceu durante um evento digital, no dia em que se assinala exatamente dois anos do anúncio do Cardeal Kevin Farrel, prefeito do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, na presença do Papa e de milhões de jovens no Panamá, de que Portugal sediaria a próxima Jornada.
O tema foi gravado em português e numa versão internacional, com cinco idiomas (português, inglês, espanhol, francês e italiano), e pode ser conferido no YouTube.
Fonte: ACI Digital

Compartilhe: