Ir para o conteúdo

sábado, 02 de março de 2024

Artigos

Jubileu de Ouro da Diocese de Barretos

Para nós, católicos barretenses, o dia de hoje, quatorze de abril, tem um significado especial. Neste dia comemoramos a criação da Diocese de Barretos, por São Paulo VI que, pela Bula Adsiduum Studium (Assíduo Estudo), desmembrou da Arquidiocese de Ribeirão Preto e da Diocese de Jaboticabal o território da nossa Diocese (uma área de 8.771,5 quilômetros quadrados), com uma população em torno dos 330.650 habitantes, com uma densidade demográfica de 37,3 habitantes por quilômetro quadrado.
A Diocese é constituída por treze municípios. São eles: Barretos, Colina, Jaborandi, Morro Agudo, Ipuã, Guaíra, Miguelópolis, Colômbia, Olímpia, Severínia, Guaraci, Cajobi e Embaúba.
Atualmente consta de 24 paróquias, 1 Vicariato Pastoral, 1 Quase Paróquia e 1 Área Pastoral. A Diocese conta com 30 padres diocesanos e 10 padres de Congregações Religiosas que atuam em algumas paróquias. Possui também oito seminaristas.
Na Diocese estão presentes as Congregações das Irmãs Franciscanas da Penitência, Pequenas Missionárias Eucarísticas, Servas de Santa Teresinha, Irmãs da Ação Paroquial e Pequenas Missionárias de Maria Imaculada; Instituto Secular Servas de Jesus Sacerdote, Instituto de Cristo Sacerdote, e 2 Sociedades de Vida Apostólica: Fraternidade São Francisco de Assis na Providência Santíssima e Freis Carmelitas Mensageiros do Espírito Santo.
Nestes cinquenta anos de história, aqui realizaram seu ministério episcopal: Dom José de Mattos Pereira (09/06/1973–12/08/1976); Dom Antônio Maria Mucciolo (03/09/1977–28/06/1988); Dom Pedro Fré (11/02/1990–20/12/2000); Dom Antônio Gaspar (03/03/2001–09/01/2008); Dom Edmilson Amador Caetano (20/04/2008– 29/01/2014); Dom Milton Kenan Júnior (21/12/2014 – …).
Tantos são os motivos para aprender e agradecer neste caminho percorrido durante cinquenta anos. Anos de incansável trabalho realizado nas mais diversas comunidades que formam esta porção do Povo de Deus, por fiéis leigos, religiosos e religiosas, padres e bispos. Bendito seja Deus!
O Divino Espírito Santo, Patrono da Diocese é o protagonista de toda esta história de erros e acertos. Ele nos acompanha e dirige os nossos passos. A Ele, Terceira Pessoa da Santíssima Trindade todo louvor e toda glória! E a Virgem Maria, sob o título de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, a quem devotamos um amor filial, nossa gratidão pela sua presença materna.
Não por acaso comemoramos os 50 anos da criação de nossa Diocese, durante o 3º Ano Vocacional do Brasil, cujo tema é “Vocação: Graça e Missão” e o lema “Corações ardentes, pés a caminho” (cf. Lc 24,32-33). Animados pelo apelo deste Ano, caminhemos juntos com os corações ardendo pela chama do Espírito e os pés apressados em anunciar o Reino de Deus no meio do mundo!

 

 

DOM MILTON KENAN JÚNIOR
BISPO DE BARRETOS

Compartilhe: