Ir para o conteúdo

quinta-feira, 18 de abril de 2024

Artigos

Jesus continua em busca de pérolas preciosas

Os versículos 44 a 46 do capítulo 13 do evangelho de Mateus é assim: “O Reino dos Céus é como um tesouro escondido no campo. Um homem o encontra e o mantém escondido. Cheio de alegria, ele vai, vende todos os seus bens e compra aquele campo. O Reino dos Céus também é como um comprador que procura pérolas preciosas. Quando encontra uma pérola de grande valor, ele vai, vende todos os seus bens e compra aquela pérola”.
Costumeiramente os exegetas interpretam, de forma correta, o tesouro escondido no campo e a pérola de altíssima preciosidade como o Reino implantado pelo divino Filho para todos nós. Este Reino é tão maravilhoso, tão especial, tão inimaginável obra de amor, que a sua procura por alguém e a decisão de optar por ele faz com que tudo pareça secundário. “Encontra” esse tesouro, “decide” – vendendo tudo – e entra em sua posse. “Encontra” uma pérola raríssima, decide-se por ela porque é o que realmente vale.
Tudo bem, é perfeitamente lógico que uma pessoa, ao descobrir quem é Jesus, mude radicalmente a própria vida para segui-lo, se tornando seu discípulo, por ter encontrado o mais valioso tesouro, ou a mais preciosa de todas as pérolas. Uma conversão que vale a pena.
Mas poderíamos talvez fazer também uma outra interpretação? – Que tal imaginarmos o planeta Terra – criado por Deus para um dia ser o local do nascimento de seu divino e eterno Filho – como sendo o campo onde há um tesouro escondido por Ele mesmo? Esse tesouro é uma pérola preciosíssima aos olhos do Criador: a Humanidade.
Nesse caso, cada ser humano, criado à imagem e semelhança de Deus com parcelas de seus atributos divinos, como Razão e Livre-arbítrio, é uma pérola preciosíssima para Deus, tanto que Ele não quer que nenhuma delas se perca.
Olhem então essa loucura de Deus, como São Paulo já a descreveu em 1 Coríntios: tomou então a decisão de enviar o seu amado Filho unigênito para esse campo. O Filho deixou tudo, sua glória, seu esplendor, e veio se encarnar, nascido de uma mulher, esvaziando-se, para salvar essas pérolas preciosas… nós, os filhos e filhas dos homens.Comprou-nos, pagando com seu sangue, numa cruz. Loucura de amor!

 

 

(Por: Diácono Lombardi)

Compartilhe: