Ir para o conteúdo

segunda-feira, 17 de junho de 2024

Artigos

JANEIRO BRANCO E A SAÚDE MENTAL

O Natal passou, o ano acabou! Adeus Ano Velho! Feliz Ano Novo!
Para alguns, momento de ir à praia, de cumprir rituais, fazer ofertas à Iemanjá, pular as sete ondinhas, usar branco, pedir paz, usar lingerie nova e o reconhecido, repensar a vida.
Então, é 31 de dezembro! Vida nova, tempo de traçarmos novas metas, planejarmos mudanças, sonharmos com outros investimentos profissionais, pessoais, reorganizar a dieta, sermos assíduos na academia, valorizar as amizades e todo aquele cenário de situações acima não descritas, mas que você leitor, pode ter pensado pela própria história.
E foi pensando nisso que o psicólogo mineiro, Leandro Abrahão, idealizou em 2014, o Janeiro Branco, promovendo passeatas e outras atividades na cidade de Uberlândia, MG, com o intuito de chamar a atenção ao mês que originalmente já continha em si o desejo por mudanças.
Leandro Abrahão reuniu as promessas já ocorridas nas ruas, ao trabalho profissional, onde o psicólogo promove ações para o paciente sair do lugar fixado, como tenho compartilhado aqui, aquele velho mantenedor das repetidas emoções nem sempre positivas e, por vezes causadoras de depressões, angústias, pânico, e até patologias físicas.
A Saúde Mental lembrada no Janeiro Branco, evoca o olhar de cada um e principalmente das instituições, para as questões emocionais, ressaltando a importância de que esse acesso seja oferecido a todos da mesma forma das ocorridas nas patologias físicas.
O Janeiro Branco ressalta a importância da prática das atividades físicas, da alimentação saudável, do relaxamento, do estar bem consigo, do cuidado com as emoções, da terapia que, com suas intervenções, práticas de escuta, o trabalho com as palavras e o acolhimento, possibilitam ao paciente obter maior autoconfiança nos próprios atos.
A terapia também pode auxiliar os casos clínicos dos pacientes com transtornos mentais, não significando que a terapia deva ser prática apenas nestes casos. A terapia cabe para todos nós, para um melhor alcance e domínio das próprias emoções. Assim, o Janeiro Branco foi criado para que cada indivíduo possa refletir no tempo que está sendo dedicado ao cuidado da própria vida e saúde.
Algo de suma importância ainda preciso compartilhar: a cobrança exagerada de metas aquém da capacidade de realização são condições propícias à formação das frustrações causadoras de sofrimentos emocionais.
Que o Ano Novo lhes traga bons fluídos! Que o Janeiro Branco te faça refletir sobre essa necessidade de cuidar-se. Que as metas sejam condizentes e te movimentem mas, não te sobrecarreguem ou desestabilizem pelo exagero. Enxergue coisas boas no que você tem feito, valorize as próprias conquistas. A vida precisa ser leve! Pense nisso!

Sada A. Ali
Psicóloga Clínica
CRP. 06/166892
17-99773-5169

Compartilhe: