Ir para o conteúdo

quarta-feira, 29 de maio de 2024

Artigos

IRCAD apoia campanha Julho Verde a fim de enfrentar diagnóstico tardio do câncer de cabeça e pescoço

Com cerca de 70% dos casos de câncer de boca diagnosticados tardiamente, a campanha Julho Verde, de conscientização para prevenção e fatores de risco do câncer de cabeça e pescoço, também ganhou o apoio da filial do Hospital de Amor – IRCAD Barretos (Instituto de Treinamento em Técnicas Minimamente Invasivas), a fim de enfrentar e reduzir o diagnóstico tardio da doença que tem como principais fatores de risco a má alimentação e uso excessivo de álcool e tabaco. O Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço foi celebrado ontem, dia 27 de julho.
Uma ferida na boca que não cicatriza, manchas na língua, gengiva e bochechas e nódulos no pescoço são alguns dos sintomas que devem ser observados com mais atenção pela população. Rouquidão persistente deve chamar a atenção principalmente se a pessoa fuma ou fumou, pois é sinal clínico de um câncer do órgão da voz, que é a laringe. Outros sintomas como dor de ouvido persistente, dificuldade e dor para engolir, podem aparecer, mas geralmente nessas situações o câncer já está mais avançado, informa o Dr. Ricardo Gama, especialista em cirurgia de cabeça e pescoço que atrela o diagnóstico tardio por uma somatória de motivos como a falta de conhecimento do paciente, e despreparo profissional tanto do ponto de vista médico como não médico para fazer um diagnóstico de câncer prevalente que pode retardar o acesso a um exame clínico, o que faz com que a doença progrida.
Ainda segundo o especialista, a diminuição do risco de sequelas está diretamente ligada a fase que a doença é diagnosticada. No estágio inicial é possível a realização de tratamentos mais conservadores, em alguns casos pode ser indicada até a cirurgia minimamente invasiva, já em tumores diagnosticados em fase avançada são necessários tratamentos mais radicais e, por vezes, associados, como cirurgia com rádio ou quimioterapia. “É importante que todos apoiem e divulguem a campanha, pois o ponto crucial continua sendo o diagnóstico em fase inicial”, finalizou Gama

Compartilhe: