Ir para o conteúdo

segunda-feira, 14 de junho de 2021

Artigos

Incentivar o trabalho de pesquisadores e trazer iniciativas pastorais são apostas da 53ª edição dos Prêmios de Comunicação da CNBB

Os Prêmios de Comunicação foram criados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para explicitar o reconhecimento público da Igreja Católica Apostólica Romana ao trabalho meritório de profissionais da comunicação social nos diversos meios que apresentaram suas obras e se distinguiram pelo serviço à dignidade humana e aos valores do Evangelho.
Com cerimônia de entrega prevista entre agosto e outubro deste ano, a 53ª edição dos Prêmios de Comunicação da CNBB segue com inscrições abertas até o dia 23 de maio para trabalhos realizados entre 1 de janeiro de 2019 e 31 de dezembro de 2020.
Neste ano, segundo o coordenador dos Prêmios, Rafael Alberto, a iniciativa ainda acontece em meio a uma onda crescente de contaminações e mortes pelo novo coronavírus. “Nossa expectativa inicial era realizar a cerimônia de entrega dos prêmios presencialmente em Brasília, na nova sede da CNBB”, conta.
Desde que o edital da 53ª edição foi lançado, em novembro de 2020, a coordenação dos Prêmios já recebeu mais de 160 trabalhos inscritos (somando todas as categorias). Além dos prêmios tradicionais (Cinema, TV, Rádio, Internet/Redes Sociais e Imprensa), a grande novidade nesta 53ª edição são as duas novas categorias – o Prêmio Papa Francisco (para teses de Doutorado e dissertações de Mestrado) e o Prêmio Pastoral Kerigma (para trabalhos da Pastoral da Comunicação).
Rafael Alberto explica que, com a categoria Papa Francisco, a CNBB quer valorizar o trabalho de reflexão de pesquisadores que pensam a relação entre comunicação e catolicismo. “É um prêmio que procura motivar a atividade científica nas áreas das ciências humanas, tão necessárias para a compreensão dos fenômenos sociais que nos tomam no dia a dia”.
Já a categoria Kerigma foi decidida antes mesmo dos desafios impostos pelo novo coronavírus. “Tal iniciativa quer fazer com que os trabalhos dos agentes da pastoral tenham a mesma oportunidade de outras produções maiores, que contam com recursos profissionais, de serem destacados como um serviço pertinente de propagação dos valores cristãos”, informou Rafael.
Saiba como se inscrever e tenha mais informações no site: www.premios.cnbb.org.br.
Fonte: CNBB

Compartilhe: