Ir para o conteúdo

domingo, 01 de setembro de 2013

Artigos

Incapazes de perceber

Os contemporâneos de Noé são nossos antecessores na incapacidade de perceber os acontecimentos mais significativos da vida. Inclusive, os acontecimentos que o próprio Deus aponta para nós e que são portadores de esperança e de salvação.
Acontecimentos como da arca, que os conhecimentos de Noé desprezaram, ridicularizaram e nela não entraram, de modo que acabaram sendo tragados pelo dilúvio.
Pois é! A arca de Noé poderia retratar os muitos instrumentos e momentos de salvação que o Senhor continuamente nos proporciona e que nós, nem sempre somos capazes de perceber. 
A arca passa por nós nas pessoas conhecidas ou desconhecidas em cada evento e a cada hora, nos trazendo sinais e convites. Não prestando atenção, nós corremos o perigo de ver a arca passar por nós sem pedirmos carona…
Assim pode acontecer que, de dois homens trabalhando na mesma firma, um capta qualquer sinal da presença de Deus, enquanto o outro vê. De duas senhoras fazendo compras no supermercado, uma pode se dar conta de que Deus está com ela, enquanto a outra fica por fora de tudo…
Há pessoas e acontecimentos que, para uns marcam o início de uma nova história; para outros, nada significam. Para uns, Cristo não passa de um nome sem sentido; para outros, é o Filho de Deus, o Salvador. Para uns, a morte de Cristo na cruz é simples loucura; para outros é a maior prova de amor.
Afinal, queremos acordar para percebermos a salvação que Deus nos oferece, ou preferimos continuar dormindo, desapercebidos de tudo? Vamos entrar na "arca" ou pretendermos entregar-nos às farras nossas de cada dia, deixando o embarque para outra ocasião?
É verdade que Deus nunca se cansa de passar a nosso lado com sua oferta de salvação. A arca da Aliança continua varando as noites de tempestades e recolhendo os náufragos da vida. Nela há lugar para todos. Mas não é prudente adiar sempre para o dia seguinte… 

Compartilhe: