Ir para o conteúdo

terça-feira, 03 de agosto de 2021

Artigos

Igreja no Brasil agora conta com o serviço de um Observatório da Comunicação Religiosa

Desde o final do ano passado, a Igreja conta com o trabalho de um Observatório da Comunicação Religiosa no Brasil. Trata-se de uma iniciativa que foi puxada pela Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), com a adesão da Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP). Este observatório está a serviço da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
O órgão é composto por uma equipe de reflexão permanente e conta com a participação de religiosos, religiosas, leigos e leigas. O trabalho está sob a coordenação da irmã Neusa dos Santos, doutora em Comunicação e Semiótica, do padre Dário Dário Bossi, provincial dos Missionários Combonianos, e do professor emérito da Faculdade de Comunicação da Unb, em Brasília-DF, Venício A. de Lima, também pesquisador e autor de vários livros referenciais sobre o diálogo no campo de comunicação.
As reuniões do observatório contarão, em momentos específicos, com a presença da presidente da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), irmã Maria Inês Ribeiro, e do bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, dom Joaquim Mol.
Tem por objetivo oferecer à Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação e à Assessoria de Comunicação da CNBB uma análise permanente e concreta das diversas formas e meios de comunicação da Igreja no Brasil, incluindo os veículos de massa (Televisão, Rádio e Jornal), as mídias sociais e analisando também a interação da comunicação religiosa com a sociedade.
O Observatório proporá um calendário de ações voltado para a Comunicação da Igreja Católica em suas diversas esferas, oferecendo à Comissão para a Comunicação da CNBB e ao Conselho Permanente da entidade uma análise de mídia ou de tema de aprofundamento ao longo do ano.
Fonte: CNBB

Compartilhe: