Ir para o conteúdo

quarta-feira, 25 de maio de 2022

Artigos

Grávidas precisam estar atentas à saúde bucal durante a gestação

Dentista do Sistema Hapvida afirma que visitas regulares ao consultório odontológico são
indicadas para evitar riscos também para o bebê

Os cuidados com a saúde do bebê começam ainda durante a gestação, com escolhas saudáveis e com o acompanhamento do pré-natal. Mas, o que muita gente esquece é que esses cuidados também precisam ser ampliados à saúde bucal da gestante, de modo a não afetar o desenvolvimento do feto.
Por isso, além dos exames tradicionais, as gestantes devem incluir visitas periódicas ao dentista. Sobretudo no primeiro trimestre, que costuma ser o mais crítico. De acordo com a dentista Tatiana Melles, do Sistema Hapvida, com uma visita regular no início da gravidez, o profissional já pode orientar a futura mamãe sobre aleitamento, higiene oral e hábitos alimentares saudáveis.
Tatiana Melles explica que a gravidez por si só pode aumentar a propensão de certos problemas bucais. Isso porque as alterações hormonais, principalmente da progesterona no organismo, aumentam o fluxo sanguíneo na região oral/bucal, favorecendo o aparecimento de inflamações como a gengivite, por exemplo.
“O problema, quando isto ocorre, é o risco de as bactérias atingirem a corrente sanguínea e chegarem até o feto, podendo ocasionar baixo peso e estimular o parto prematuro, segundo indicam alguns estudos”, afirma.
A dentista do Sistema Hapvida também enfatiza que devido as variações nos hormônios há uma redução de fluxo salivar e do efeito protetor da saliva, o que aumenta a acidez na boca.
“Isso favorece a descalcificação dos dentes e, assim, o aparecimento de cárie. Quem é gestante precisa manter a saúde oral em dia, com escovação e fio dental e fazer uma visita regular ao dentista. Uma alimentação balanceada, com baixa ingestão de açúcares, também pode ajudar”, conclui Tatiana.

Compartilhe: