Ir para o conteúdo

sábado, 24 de junho de 2017

Artigos

GOTAS DE SERENIDADE

Diz São Bernardo em um de seus escritos: “A medida do amor é amar sem medida”. Para entender essa dinâmica, o ser humano precisa esquecer-se de si mesmo e abrir-se totalmente para amor ao seu próximo. A medida máxima do amor ao próximo é estar, como Jesus o fez, pronto a dar a própria vida. Não significa necessariamente morrer fisicamente, mas em variados modos. Oferecer o seu tempo, a sua disponibilidade em servir, a sua compreensão, o seu perdão, a partilha de tudo o que tem, como talentos, conhecimentos, bens materiais e dons espirituais. Amar e dar a vida pelo próximo significa um esforço diário de entrega e despojamento, uma oblação gratuita e desinteressada. Toda ação dedicada verdadeiramente para servir o próximo, torna-se vida que doada por ele. Agindo constantemente assim a pessoa torna-se capaz de vencer o egoísmo, ceder ao orgulho e desejos, escutar quem está ao seu lado, dar atenção às pessoas. Tudo isso se temos a intenção de amar o outro, isso é dar a própria vida.
 
Seminarista Diego Mendes

Compartilhe: