Ir para o conteúdo

quinta-feira, 30 de maio de 2024

Artigos

Gordura trans: quais os riscos para a saúde?

Olá!

Recentemente, o Jornal de Barretos divulgou uma notícia que a agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a proposta que visa eliminar a gordura trans em produtos industrializados. A nova resolução prevê a diminuição gradativa do seu uso pela indústria e por serviços de alimentação (restaurantes, padarias…), chegando ao banimento em 2023. Atualmente, não há um limite estabelecido para essa gordura. E um estudo do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) alerta que alguns itens tidos como “zero trans” na verdade carregam a substância.
Há três tipos de gordura: a insaturada, conhecida como “gordura boa”; a saturada, que até pode beneficiar o organismo quando consumida com bastante moderação; e a trans, que não é recomendada em nenhuma situação. Mas afinal, o que é essa gordura trans?
É também conhecida como gordura vegetal hidrogenada e geralmente está presente nos alimentos industrializados e nas frituras. Esse tipo de gordura é usado para dar textura e aumentar o prazo de validade dos alimentos.
Alguns alimentos ricos com essa gordura: sorvetes industrializados, batata congelada pré-frita, hambúrguer industrializado, salgadinhos, margarinas, pipoca de micro-ondas, comidas congeladas, pizzas e massas congeladas, macarrão instantâneo e muitos outros.
E o que a gordura trans causa no organismo a curto e longo prazo? A curto prazo, o dano mais comum é a obesidade. A longo prazo, aumenta o risco de doenças cardíacas em 21% (por aumentar os níveis de colesterol LDL – “colesterol ruim” e abaixar os de HDL – “colesterol bom” – levando ao entupimento das artérias) além de aumentar as chances de doenças no fígado e no sistema nervoso central.
É possível evita – lá: basta fazer pequenas substituições na hora de preparar as refeições para ter um prato mais saudável e ainda com mais sabor. Evite fritar os alimentos-dê preferência para assados e cozidos; troque o biscoito de água e sal por biscoito caseiro de polvilho; não utilize molhos prontos para salada – dê preferência a molhos caseiros; substitua temperos industrializados (ricos em gordura e sal) por ervas frescas, como manjericão, salsa e orégano.

Um ótimo domingo e até o próximo! Desejo a todos um Feliz Natal!!

Nos acompanhe nas redes sociais: @dra.danielerezek ou Dra. Daniele Rezek

Dúvidas e sugestões, nos envie um e-mail: dradanielecardio@gmail.com

Compartilhe: