sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Artigos

Gestão e tecnologia no campo

O dinamismo do mercado e o desenvolvimento corporativo chegam ao campo impondo o mesmo ritmo das grandes cidades. O desempenho organizacional nas propriedades rurais pequenas, médias ou grandes, precisa acompanhar esta evolução. É aí que entra em cena a gestão profissional.
É muito comum as fazendas terem administração familiar, e isso não é negativo. Porém, muitas vezes pela necessidade de dedicação integral na operação, os empreendedores rurais não têm à sua disposição o recurso mais importante para o seu desenvolvimento: o tempo.
Diante desta realidade, é possível aliar o conhecimento técnico dos produtores rurais à gestão e tecnologia. Diversas soluções são disponibilizadas para auxiliar o desenvolvimento do agronegócio, com procedimentos e ferramentas adequadas para atuar na administração profissional das fazendas, possibilitando que sejam geridas como empresas que são e melhorando suas performances.
Assim como no mercado corporativo, uma fazenda tem diversos setores de atividades como recursos humanos, produção, frota, administrativa, financeira e expedição.
Organizar cada área, criar protocolos, monitorar fluxos e processos durante toda a safra também favorecem o alcance da gestão profissional. O produtor deve gerenciar todas as tarefas da fazenda, desde o preparo do solo, o plantio, colheita até a comercialização, para conquistar melhor resultado operacional e financeiro ao final da safra.
De maneira geral, todas as áreas têm sua importância, mas os pontos críticos se concentram na gestão de estoque, alocação correta dos custos por área de plantio e manutenção da frota e implementos.
Outra boa prática que temos obtido sucesso é a implantação da gestão por indicadores, que nos permite análises como custo por planta, hectare, talhão, margem de contribuição e margem de lucro em relação à receita obtida na safra, além da análise comparativa entre áreas, possibilitando, por exemplo, identificar o impacto de diferentes formas de manejo entre os locais comparados.
Quando o produtor consegue enxergar os processos detalhadamente, gerenciar orçamento previsto versus realizado, ele melhora o desempenho de sua propriedade de forma sistêmica. Safra após safra, os indicadores se ajustam e norteiam o próximo ciclo, com mais acertos e resultados.

Jean Dunkl
@jeandunkl
CEO da CPD Consultoria, consultor especialista em Gestão Estratégica de Negócios e gestor da Impera (Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Franca)

Compartilhe: