segunda-feira, 03 de agosto de 2020

Artigos

Fisioterapia respiratória é indispensável para recuperação da Covid-19

De acordo com Itana Brondi Crivelenti de Oliveira Barbieri, responsável pela equipe do Hospital São Francisco, o tratamento é fundamental devido à disfunção no sistema respiratório dos pacientes.
As técnicas de fisioterapia respiratória são indispensáveis para auxiliar na recuperação dos pacientes internados em razão da Covid-19. De acordo com a fisioterapeuta hospitalar especialista em cardiopulmonar, Itana Brondi Crivelenti de Oliveira Barbieri, responsável pela equipe do Hospital São Francisco, de Ribeirão Preto, que faz parte do Sistema Hapvida, o atendimento é fundamental na recuperação dos pacientes.
“Nos casos dos pacientes internados com Covid-19 a presença da fisioterapia é extremamente indispensável, já que a pessoa chega na unidade hospitalar com uma disfunção no sistema respiratório e necessitando de cuidados intensivos”, afirma Itana.
A profissional relata que os procedimentos da fisioterapia respiratória consistem em ofertar oxigênio, mas que em casos mais graves, quando não é necessário fazer a intubação, pode ocorrer a necessidade de ventilação não invasiva com uso de filtros e ventilação mecânica.
“O tratamento para paciente em ventilação mecânica consiste em monitorar a mecânica respiratória, ajustar todos os parâmetros ventilatórios, mobilização precoce (fisioterapia Motora passiva), colocar o paciente na posição prona (de barriga para baixo) com o intuito de melhorar a expansão pulmonar e calcular toda mecânica respiratória”, explica a fisioterapeuta.
De acordo com ela, diante do quadro envolvendo o tratamento da doença na região, o Hospital São Francisco de Ribeirão Preto implantou o atendimento de fisioterapia 24 horas para auxiliar no tratamento dos pacientes internados com a doença na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). “Em Ribeirão Preto estamos com equipes de fisioterapeutas que se revezam permitindo o atendimento presencial 24 horas na UTI dos pacientes com Covid-19”, informa.
Itana Barbieri ressalta ainda a importância de o tratamento ter continuidade mesmo após a alta médica do paciente. “Quando o paciente recebe alta hospitalar o tratamento fisioterápico é de extrema importância para proporcionar uma reabilitação pulmonar que foi muito prejudicada pelo coronavírus”, diz Itana.
Hapvida comemora 10 mil recuperados da covid-19
Por todo o Brasil, o motivo hoje é para comemorações. O Sistema Hapvida alcançou, no dia 1º de julho, a marca de 10 mil pacientes recuperados da covid-19, em suas unidades, nas cinco regiões do País.
São 10 mil sorrisos, 10 mil abraços, 10 mil famílias que puderam voltar a se reunir, após vencerem o novo coronavírus.
“Estamos muito felizes com o número de clientes que venceram todas as aflições e desafios desse vírus, até então desconhecido por todos nós. Hoje, realmente, é um dia que precisamos comemorar.
Comemorar esse resultado que só foi possível graças a uma equipe incansável, protocolos médicos assertivos, além de investimentos em estrutura, em estratégia de logística e em tecnologia”, atribui o presidente, Jorge Pinheiro.

Compartilhe: