Ir para o conteúdo

sábado, 02 de novembro de 2013

Artigos

Evitemos os prejuízos

Ninguém renegou jamais a Deus, ou o vendeu por um prazer transitório ou recompensa temporária, que não viesse finalmente a verificar que as aparentes vantagens trouxeram-lhe foi grandes prejuízos.
Assim acontece hoje, como aconteceu anteriormente com Judas. A venda de Jesus o levou à escravidão da culpa e à agonia da sua consciência. Ao receber a recompensa Judas pensou que alcançara grandes vantagens, mas a seguir correndo lançou as moedas no piso do templo, porque elas lhe queimavam as mãos, repugnavam as suas entranhas.
Os frutos do pecado nunca compensam a perda da graça.
Procuremos nos recordar das pequeninas fraquezas, do mal uso de nossa língua, do ciúme, do menosprezo, do egoísmo, do orgulho que por vezes se acercam de nós, como ao nos sobrepujar nos deixa abatidos! Só o arrependimento e a remissão o erro nos livra da agonia da culpa.
Não compensa trair a Deus, renegar o Seu Evangelho, vender a Jesus… e só o Senhor tem o Poder de nos conservar Filhos fiéis; por isso busquemos Nele a força do Bem e do Amor.

Compartilhe: