terça-feira, 14 de julho de 2020

Artigos

Evite as pessoas que só querem a sua companhia quando se sentem sozinhas

Não é fácil perceber as reais intenções das pessoas que nos procuram, principalmente quando somos quem acredita no melhor de cada um. A gente quer manter a esperança na vida, nas pessoas, pois é assim que a gente não para nas tristezas e nas decepções. Desconfiar dos outros, viver sempre alerta, analisar tudo, não dá para agir sempre assim, porém, precisamos entender que existem pessoas que não se importam conosco de verdade.
Se não conseguimos controlar nossas vidas e reações, imaginem se conseguiremos ter algum controle sobre os sentimentos dos outros. Vêm muito daí as quebras de expectativas que nos deixam sem chão, vez ou outra. Costumamos esperar das pessoas reciprocidade, retorno na mesma medida de nossa intensidade, mas nem sempre isso será possível. Cada um baseia seu modo de viver e de agir naquilo que melhor lhe convier, de acordo com o que possuir dentro de si. E, às vezes, o que as pessoas possuem não nos basta; muito pelo contrário.
Nunca poderemos nos esquecer de nós mesmos, em qualquer tipo de relacionamento que houver, seja em casa, no trabalho, seja na rua. Olhar para nós mesmos, para nossos sentimentos e para as razões de estarmos ali, junto a um outro alguém, é o que nos protegerá de nos decepcionarmos com algo que estava claro que iria acontecer. Escute os sinais que o seu corpo envia. O tempo todo, ele tenta nos fazer perceber quando é hora de parar, de dar um tempo, de refletir, de cair fora. Não ignore a sua intuição. As coisas podem não dar certo. E está tudo bem.
Tem gente que só nos procura por interesse próprio. Tem gente que não consegue gostar de ninguém, nem de si mesmo. Tem gente que só vai nos enxergar quando estiver sozinho, sem opção. Precisamos ser fortes o bastante para não fazermos papel de estepe, em nenhum setor de nossas vidas. Precisamos ter a certeza de que somos cheios de qualidades que merecem ser compartilhadas com quem nos prioriza em suas vidas. Ninguém merece ser o último contato da vida das pessoas e se conformar com isso.
Caso estejamos procurando apenas um momento de diversão, então tudo bem não esquentar a cabeça. Mas lembre-se: tesão e atração física poderão te proporcionar uma boa noite de sexo. No entanto, se quiser ir além disso, para se tornar um relacionamento verdadeiro e durável, serão necessárias, também, noites de conversas, risadas, confidências e muita luta. Noites recíprocas. Reciprocidade é a chave. Portanto, se estiver procurando inteireza, não aceite convites de quem te procura porque está sozinho. Você vale muito.

Prof. Marcel Camargo
Graduado em Letras e Mestre em “História, Filosofia e Educação” pela Unicamp/SP, atua como Supervisor de Ensino e como Professor Universitário e de Educação Básica.

Compartilhe: