quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Artigos

ESTABILIDADE EMOCIONAL

Bom Dia Barretos.

Bom Dia Barretos. Como o mundo está carente de estabilidade emocional. Não estamos mais nos conduzindo racionalmente, mas sim por impulsos e emoções. Só isso pode explicar a atitude insana do senhor Presidente dos Estados Unidos, que quase desencadeou uma terceira guerra mundial. O que poderia levar um líder de uma grande nação a agir tão tresloucadamente, senão a falta de equilíbrio emocional. Faltou à sua excelência, assessoria competente para adequadamente adverti-lo da empreitada perigosa. Faltou mais, faltou uma voz conciliatória para propor um pouco mais de moderação.
Com a confirmação do Irã, como sendo o responsável por um míssil de Teerã abater o Boeing com 176 pessoas a bordo, ceifando suas vidas, a quem devemos realmente atribuir a responsabilidade por essas mortes? Será que tal acidente teria ocorrido sem o pontapé inicial? Difícil afastar a culpa do senhor presidente que advertida ou inadvertidamente deu início a tudo.
Mas deixemos de lado, a política internacional, onde só poderemos nos contentar em sermos analistas, para focarmos um pouco mais, nas tramas políticas locais, onde somos atores, ou seja, os responsáveis por escolher pessoas dotadas de estabilidade emocional para ocupar nossa prefeitura. Nomes continuam pululando aos montões, alguns se colocando à disposição para concorrer à eleição, mas, até no momento, há menos de nove meses da eleição, ainda não ouvimos nem lemos qualquer proposta concreta para solucionar nossos problemas.
Que tal cada pretenso candidato possa apresentar sua proposta de governo e com que equipe pretende aceitar o desafio de repor Barretos na rota do desenvolvimento. O que se pretende na saúde? Reassumir os postinhos, gerenciar diretamente a UPA, garantir medicamentos à população, incentivar o serviço odontológico? E como serão tratados os CEMEPS. E as piscinas públicas serão reativadas? E o CEMUP e o CEMART voltarão a funcionar a plena carga? E os centros de convivência dos idosos serão revigorados? Outros surgirão? E para as nossas creches, e para a educação, quais são as propostas?
Chega de blá blá blá, vamos para propostas concretas e compromissos assumidos em cartório, permitindo que o não cumprimento dos mesmos sejam consideradas faltas graves, que poderão ser punidas até com o afastamento do cargo. Pense nisso meu irmão barretense.

Bom Dia Barretos.

Compartilhe: