Ir para o conteúdo

domingo, 02 de fevereiro de 2014

Artigos

Esperas e transtornos

Todos conhecemos pessoas leigas – cidadãos comuns de nossa sociedade – que passaram uma vida toda de dedicação a Cristo; pessoas que organizaram e ministraram cursos de formação cristã, de preparação para o recebimento de todos os sacramentos e que tiveram uma enorme espera, para concretizar os próprios ideais, ou que sofreram um transtorno completo, de todos os seus planos.
Sempre foi assim, na história do Cristianismo, desde os tempos de Paulo, que certa ocasião preparou-se com entusiasmo para pregar o Evangelho na Síria e Deus "determinou" que ele pregasse a Boa Nova onde ele estava, sem esperar pela Síria!
Quantos de nós cristãos que pregamos durante muitos anos o Evangelho de Nosso Senhor, através da palavra, da escrita e do testemunho e quando esperávamos ter dias mais tranqüilos, sob todos os aspectos, eis que uma "avalanche de transtornos", nos surpreende e nos lança à ocupação de atividades, que provavelmente, se tivéssemos tido um ou outro tipo de vida, já não precisaríamos exercer. São problemas de saúde, de relacionamentos familiares, de acontecimentos imprevistos; são problemas econômicos, de desenganos com pessoas e, até, com membros da Hierarquia de sua Igreja…
Porém, como o amor de Deus por nós não muda, sabemos que Ele está nos amando; mesmo quando não O vemos, não sentimos o Seu amor, temos que confiar, pois Ele sabe o que realmente contribui para o amadurecimento do Seu trabalho em nós e do nosso amor por Ele.
Esperamos confiantes, diante de qualquer espera, pois que o Senhor sabe o que é "melhor" para nós.

Compartilhe: