sábado, 05 de dezembro de 2020

Artigos

Encontrada a mais antiga menção a Deus

“Yahweh” é conhecido como o nome com o qual Deus se revelou a Moisés na sarça ardente. E o “The Catholic Talk Show”, canal no YouTube, fez um episódio muito interessante, discutindo algumas descobertas arqueológicas que ressaltam a veracidade de fatos bíblicos e da fé ao longo da história.
E uma das coisas que eles comentaram foi a mais antiga menção a Deus já descoberta. A primeira possível menção que os arqueólogos já descobriram da palavra ‘Yahweh’ e o uso dela vem de uma inscrição do século XV a.C. do templo Soleb de Amenhotep III.
Para entender por que se encontra evidências arqueológicas de ‘Yahweh’ no Egito, é importante entender a história da época. Os governantes daquele tempo queriam aumentar seus domínios e manter sua própria base de poder.
Como a arqueologia bíblica geralmente gira em torno dos hebreus e cristãos, que não eram pessoas historicamente poderosas, a maioria de seus assentamentos acabou sendo destruída.
Então, as únicas vezes em que realmente encontramos comentários mais relevantes sobre eles é, na verdade, sobre os povos que os conquistaram.
Então neste registro, em uma das colunas do Templo de Amenhotep III, a primeira menção que os arqueólogos acreditam “ser provavelmente sobre Yahweh” falava sobre o “Shasu de Jahu”. E o que isso quer dizer? “Shasu” era a forma egípcia de dizer “Nômades”.
Os arqueólogos afirmaram que Amenhotep III conquistou este povo e os conquistadores se referiam a eles como “os nômades de Y-H-W”.
Então, os historiadores dizem que esta é, provavelmente, a primeira vez que alguém encontrou um registro da palavra ‘Jahu’ (Yahweh), quando os egípcios conquistaram esse povo nômade que acreditava em Deus.
Fonte: ChurchPOP

Compartilhe: