Ir para o conteúdo

segunda-feira, 04 de março de 2024

Artigos

Ele que falou pelos profetas

No Antigo Testamento, há relatos de centenas de profetas ao longo da história de Israel, anônimos e não-escritores. Mas também já houve (como ainda há) “falsos profetas”.
Os principais profetas bíblico-escritores foram: Isaias, Jeremias (Lamentações), Baruc, Ezequiel, Daniel, Oseias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.
“Profeta” – aquele que fala “diante de”… Essa palavra vem do grego “pro” = diante de; “feni” = falar. Ao longo dos milênios, e até hoje, Deus fala a homens e mulheres escolhidos de forma especial para anunciar aos demais a Sua vontade, os Seus desígnios. A “Palavra” sai de Deus como um “Sopro”, assim como as palavras que saem de nossa boca saem sopradas… Ou seja, se os profetas falam – transmitem os desígnios de Deus, o fazem pelo Espírito, no Espírito, com o Espírito de Deus.
As Sagradas Escrituras foram escritas sob a inspiração do Espírito Santo, respeitando os gêneros literários e as formas escolhidas pelos respectivos escritores sagrados. Por isso são a “Palavra de Deus”. “E assim se tornou ainda mais firme para nós a palavra da profecia, que fazeis bem em ter diante dos olhos, como uma lâmpada que brilha em lugar escuro, até clarear o dia e levantar-se a estrela da manhã em vossos corações. Pois deveis saber, antes de tudo, que nenhuma profecia da Escritura é objeto de explicação pessoal, visto que jamais uma profecia foi proferida por vontade humana. Ao contrário, foi sob o impulso do Espírito Santo que pessoas humanas falaram da parte de Deus” (2Pd 1,19-21).
Ao longo de nossa vida, pós-Batismo, devemos sempre pedir ao Espírito Santo os seus 7 dons, a saber: Sabedoria, Entendimento, Ciência, Conselho, Fortaleza, Piedade e Temor de Deus.
“Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis, e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso espírito e tudo será criado e renovareis a face da Terra.
Oremos: Ó Deus, que instruis os corações de vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.”

 

 

(Por: Diácono Lombardi)

Compartilhe: