Ir para o conteúdo

sábado, 19 de outubro de 2013

Artigos

EDUCAR PARA A VIDA

A Educação é um processo de desenvolvimento da pessoa humana. Não pode ser reduzida a técnica pura e simplesmente. Ela visa à realização do ser humano como pessoa. Não se trata apenas de oferecer conhecimento e aprimorar habilidades. Deve preparar o aluno a ser capaz de tomar atitudes diante da vida, a ser responsável, criativo e ter pensamento crítico diante da realidade. Por isso, pais e professores, fazem parte da missão educativa. Os pais desde o berço, em casa, não podem delegar para terceiros esta incumbência, pois o dever não se restringe à nutrição física, mas também cultural e espiritual. Corpo e alma requerem cuidados, para que a pessoa seja alguém que se desenvolve como ser humano, e  ajuda também a desenvolver a sociedade em que vive. 
No mundo globalizado, em meio a tantos desafios, é preciso evitar as facilidades do reducionismo e do tecnicismo. Educar para a vida é o objetivo principal do processo educativo, pois “homens é que sois e não máquinas” já dizia Charles Chaplin, em seu clássico filme “Tempos Modernos”, de 1936. Isso não quer dizer que não devamos levar em conta as possibilidades tecnológicas disponíveis, pelo contrário, mas tendo sempre em vista que a tecnologia é meio e não fim, ela está para auxiliar o ser humano e não condicioná-lo, limitando ou até inibindo a sua expressão enquanto pessoa.
A Educação será portanto prioridade. Sempre foi assim, em qualquer época histórica. Todas as vezes em que houve investimentos na formação de bons professores, dando-lhes condições efetivas de trabalho, com justa remuneração, garantindo-lhe prestígio social, a sociedade se desenvolveu de modo admirável. Temos hoje que encontrar a solução para voltar a fazer o professor readquirir essa valorização social, em todos os aspectos, para que a educação alcance os melhores resultados que esperamos. Afinal, se colocamos o ser humano em primeiro lugar e temos amor à vida, exigiremos sempre a melhor atenção para com a educação. Isso porque queremos educar para a vida.
 
Valmor Bolan é Doutor em Sociologia e Presidente da Conap/MEC (Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Prouni).

Compartilhe: