Ir para o conteúdo

segunda-feira, 24 de junho de 2024

Artigos

Economia de Francisco e Clara é tema de formação na Diocese de Barretos

A Economia de Francisco e Clara, que propõe reorganizar a nossa casa comum (o planeta Terra) e desenvolver práticas de econômica para o bem comum, foi tema de formação para o clero, Conselho Diocesano de Pastoral (CDP), e lideranças dos organismos sociais da Diocese de Barretos.
“Práticas Educativas e Econômicas para a Evangelização baseada na Economia de Francisco e Clara” foram apresentadas por Eduardo Brasileiro, sociólogo, educador social e membro da Articulação Brasileira pela Economia de Francisco e Clara.
Ao clero diocesano, a palestra foi ministrada durante a reunião ordinária na manhã de sexta-feira (18), na Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Minibasílica), em Barretos. À noite, Eduardo esteve com o Conselho Diocesano de Pastoral e na manhã de sábado (19), no auditório da Cúria Diocesana de Barretos, com lideranças da Pastoral da Criança, Vicentinos, Pastoral da Mulher Marginalizada, Pastoral da Sobriedade, Pastoral da Saúde, Fundação Padre Gabriel, religiosas e religiosos.
“Eduardo nos apresentou propostas e linhas de ações que podem ser desenvolvidas nas paróquias para que todas as comunidades pensem em como tornar realidade essa Economia de Francisco e Clara na vida das pessoas, principalmente nas mais vulneráveis”, pontuou o padre Pedro Lopes, vigário paroquial da Paroquia São Miguel Arcanjo de Miguelópolis e assessor eclesiástico da Pastoral da Comunicação (Pascom).
“No jubileu (dos 50 anos da Diocese de Barretos), a gente quer despertar um novo vigor. E hoje, nós somos chamados a ser uma Igreja em saída. Não é por acaso que Francisco está à frente da Igreja. Então, nós não podemos ficar indiferentes diante dos apelos que Francisco nos faz. E por conta disso, a partir do ano que vem, nós começaremos a desenvolver processos para romper com essa realidade em que grande parte da população não tem o que comer. E não podemos ficar indiferentes quanto a isso. Se nós queremos ser uma Igreja sinal de Cristo, sinal do Reino, nós temos que estar atentos à realidade da fome. (…) E precisamos mudar a realidade no micro. É aqui!”, pontuou o bispo diocesano Dom Milton Kenan Júnior no final do encontro com os membros dos organismos sociais.
A Diocese de Barretos completará 50 anos de criação no dia 14 de abril de 2023.

Compartilhe: