Ir para o conteúdo

sábado, 09 de dezembro de 2017

Artigos

É preciso amar a si mesmo

Uma das maiores buscas que fazemos em nossa vida é amar e ser amado. Amar alguém é estar à vontade, ficar por perto pelo simples fato de sentir-se bem. O Amor nos faz mergulhar em um olhar que não te afoga, e muitas vezes transformar um abraço em um abrigo. A maioria de nós compreende o significado de amar como um sentimento de desejo intenso e admiração pelo outro, assim fazemos de tudo para nutrir o nosso amor. No entanto, jamais conseguiremos sentir verdadeiramente esse sentimento se não amarmos a nós mesmos!

Amar a si mesmo é um requisito fundamental para que o ser humano possa vivenciar a felicidade, embora tenhamos aprendido que a autoestima e o amor próprio muitas vezes pode ser individualista e egoísta. Porém, estes são essenciais para que possamos nos expor ao mundo com coragem e confiança. O fato é que precisamos aprender o quanto somos preciosos, olhar para si mesmo, se amar, pois como é que eu me posiciono sobre a necessidade de amar a Deus sobre todas as coisas e ao meu próximo como a mim mesmo, se eu me esqueço de me amar?

No momento em que Jesus nos diz que é preciso amar ao próximo como a si mesmo, Ele está considerando que somos capazes de nos amar, ou seja, está acreditando que já atingimos esse primeiro momento do Amor. Porque se não nos amamos não conseguimos viver essas duas realidades, "O amar e o Ser amado".

Contudo, o importante é sabermos que sempre há tempo para mudança, para recuperarmos a autoestima, o nosso amor próprio, reconhecer os nossos erros, o que é fundamental para o processo evolutivo. E se somos capazes de nos amar apesar de nossos fracassos, certamente estaremos nos dando a oportunidade de trilhar novos caminhos e se descobrir.

Carlos Moni

Seminarista

 

Compartilhe: