Ir para o conteúdo

quinta-feira, 30 de maio de 2024

Artigos

Dr. Irineu e Dra. Cássia: as justas homenagens no Dia dos Médicos

O tempo, em sua implacável e inevitável trajetória, tem o efeito de registrar a história do mundo e da humanidade. E cada comunidade tem marcada a sua história peculiar. Em nossa Barretos, ao comemorar o Dia do Médico, foram prestadas homenagens a dois colegas (um casal): Dr Irineu e Dra Cássia.
Além da justeza e propriedade das homenagens, vem a satisfação da classe médica em dar o reconhecimento merecido, principalmente quando emanado de seus próprios colegas.
Tendo testemunhado toda a carreira destes brilhantes colegas, tivemos o prazer de assistir algo que no passado caracterizou a recepção de novos profissionais ao seu meio de trabalho: era a preocupação de ter ao nosso lado pessoas competentes e com senso humanitário essenciais à profissão da Medicina.
Fosse qual fosse a especialidade e coerente com a tradição dos médicos pioneiros da cidade. Foram tantos e equânimes que seria imprudente nominá-los nessa altura, sob risco de injustiça.
Pessoas preparadas, responsáveis, competentes e com um traço exemplar de humildade e respeito sempre exercidos perante a todos: pacientes, clientes e colegas. Aos poucos ocuparam seus espaços, com destaques reconhecidos e admiração que podemos dizer de todos os colegas.
Estão aí: no auge das respectivas carreiras, sem que qualquer tipo de concorrência profissional pudesse empanar a satisfação e orgulho de todos aqueles que com eles conviveram e convivem.
Com o detalhe importante de despreocupar, aos especialistas mais antigos, quanto à qualidade da Medicina que haveriam de dar continuidade em futuros próximos. Constituem exemplos de “safras” novas que foram bem recebidos pelos então “cabeças brancas” cumprindo o exercício de um encadeamento fundamental que acontece em todas as profissões. Exercer com preparo e consciência e aproveitar a experiência acumulada dos que estão, bem postados, aos seus lados.
Hoje somam-se a exemplos de colegas que precisam ser “copiados” pelas novas gerações, em tempos dificílimos de se cultivar médicos com qualidade tradicional. Está evidente o “choque” do momento que coloca frente a frente altíssima tecnologia com prejuízo de qualidades humanas. Que nunca poderiam perder a essência traçada por Hipócrates, nos distantes 406 anos da Era pré-Cristã. E que não deixa de ser uma preocupação atual (se não, atualíssima).
Se são discretas e robustas as suas de doações pessoais à comunidade, praticadas com espírito altaneiro, os influxos positivos naturalmente se fazem perceber.
Que continuem a prodigalizar os seus conhecidos benefícios profissionais e comunitários dando ao filho Renan, a possibilidade de aproveitar (muito de perto) a oportunidade de cumprir também (e tão bem) a sua história.
Parabéns colegas Dr. Irineu e Dra. Cássia. A medicina precisa cada vez mais de seus exemplos.
Que Deus os Conserve sempre assim.

Dr. Fauze josé Daher,
Gastro-Cirurgião, ex Diretor Clínico da Santa Casa, ex Presidente da A.P.M – Regional de Barretos

Compartilhe: