terça-feira, 01 de dezembro de 2020

Artigos

Dom Milton realiza admissão às Ordens Sacras e instituição dos Ministérios de Leitorato e Acolitato de seminaristas

Dom Milton Kenan Júnior, bispo diocesano, presidiu missa no Seminário Maior Sagrado Coração de Jesus, em São José do Rio Preto, na última sexta-feira (28), memória litúrgica de Santo Agostinho, com os ritos de admissão às Sagradas Ordens do seminarista Matheus Silva e Instituição dos Ministérios de Leitorato do seminarista Daniel Canevarollo e Acolitato dos seminaristas Roger Carmanhan e Israel Leonardi.
Durante a homilia, o prelado destacou que “Santo Agostinho é modelo de pastor a ser seguido”. Sobre o evangelho proclamado, das virgens prudentes, falou que duas coisas apagam a lâmpada da nossa vocação, a preguiça e ganância. “Ganância de querer usar o mistério para proveito pessoal, e preguiça, de querer fazer o mínimo! É necessário fazer sempre mais para Deus!”, destacou o bispo diocesano.
A Eucaristia foi concelebrada pelo reitor do seminário, padre Leonel Brabo, os vice-reitores, padres Ronaldo Miguel e José Luís Albuquerque, e os padres Hamilton Baltazar (Paróquia Senhor Bom Jesus – Guaraci), Ivanaldo Mendonça (Paróquia São José – Olímpia) e Davis Pedott (Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Barretos).
Essa admissão e os ministérios seguem as normas da nova Ratio Fundametalis, documento da Congregação para o Clero que rege a formação dos futuros presbíteros.
“Receber a admissão entre os candidatos à ordem sacra é ter a certeza de que Jesus, pelo ministério da Igreja, vai confirmando todos os passos que dei até agora no caminho vocacional. Nada foi fácil até aqui, e nem será, porém uma coisa é garantido: Deus sempre completa a obra que começa”, expressou Matheus, estudante do 1º ano de teologia.
Para o seminarista Daniel, que cursa o 2º ano de teologia, o Ministério de Leitorado representa uma importante etapa para a sua vida formativa. “É o momento em que a Igreja nos convida para, além de recebermos a Palavra de Deus, termos uma profunda intimidade com ela para transmiti-la da melhor forma possível ao povo de Deus. Sou muito feliz e grato a Deus por mais essa etapa formativa a mim confiada e conto com as orações de todos nesta caminhada vocacional”, disse.
“Poder receber mais um ministério confirma o chamado de Deus em nossa vida e nos mostra que o dom que Ele nos deu está sendo lapidado e nos transformando em homens configurados segundo a sua missão!”, disse o seminarista Roger que, com Israel, cursa o 3º ano de teologia.

Compartilhe: