Ir para o conteúdo

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Artigos

Dom Milton explica o significado de seu Brasão Episcopal

Dom Milton Kenan Júnior explicou o significado de seu brasão. O chapéu que está sobre ele com os pingentes simboliza Jesus Cristo, cabeça da Igreja e seus doze apóstolos. O Bispo participa do Colégio Apostólico (Sucessores dos Apóstolos) em comunhão com o Papa. A Cruz gemada com pontos vermelhos é sinal de que o Bispo age em nome de Cristo, “que tendo amado os seus, amou-os até o fim” (Jo 13,1).
O escudo tem três campos distintos: o campo superior em vermelho tendo ao centro a pomba, que simboliza o Espírito Santo, expressa o amor “derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5,5), que impele o Bispo a dedicar-se inteiramente ao serviço da Igreja, com amor de pai e pastor.
Ao centro, a Cruz em forma de T, onde estão gravadas sete estrelas que representam os dons do Espírito Santo, recorda também a constelação de Órion, na qual Santa Teresa do Menino Jesus, figura inspiradora de Dom Milton. Quando avistava estas estrelas, dizia que tinha o seu nome gravado no céu (Ms A, 18vº). O amarelo da cruz indica a majestade de Cristo que na Cruz levou a termo o seu rebaixamento dando-nos nela a demonstração mais perfeita do “amor que se abaixa” (Ms A, 2vº), razão pela qual o Pai lhe deu o Nome acima de todo o nome (Flp 2, 6-11).
Mais abaixo os dois campos em azul evocam o próprio Deus de quem recebemos “a vida, a respiração e tudo mais” (At 17, 25). Encontramos à esquerda a Bíblia aberta com letras gregas Alfa (A) e Ômega (Ω) gravadas em suas folhas que recorda Santo Antônio de Pádua, o “Doutor Evangélico” que é o Patrono de Taiúva, cidade natal de Dom Milton.
À direita a flor de lis que recorda a Virgem Maria, Mãe de Deus e da Igreja, a quem Dom Milton confia o seu ministério episcopal.
Sob o escudo, no listel encontramos a inscrição “In Manus Tuas” (Em tuas mãos), que é o lema episcopal de Dom Milton que se coloca nas mãos de Deus (Sl 30,6) para realizar sua missão de “sacramentum bonitatis” (sacramento de bondade) de Cristo, o Bom Pastor que dá a vida pelas suas ovelhas.

Compartilhe: