Ir para o conteúdo

sábado, 06 de setembro de 2014

Artigos

Direto da Fonte

Nesta segunda-feira…
…os vereadores se reúnem para discutir poucas novidades em termos de projetos de lei. Veja lá, novidades, porque no rol de projetos em discussão ou em andamento tem uns 10 projetos que se arrastam do primeiro semestre e que esperam votação. Alguns dos que estão na pauta atual também tem, segundo relação de proposituras da própria Câmara Municipal, data de início do primeiro semestre. Do início do ano até a próxima sessão foram apreciados 115 projetos de lei. Mesma média de 2013.
 
Entre aqueles…
…projetos que estão a espera de apreciação e votação está o que autoriza a prefeitura a doar terreno para a instalação de uma Fatec em Barretos. Outro, que pode ser considerado importante para Barretos é o que cria o programa de desenvolvimento da aquicultura junto aos produtores rurais. Trata-se de investimentos do Fundo Municipal de Desenvolvimento Agrário para formação de tanques e criação de alevinos. Em andamento.
 
Esquecido na gaveta…
…institucional a Direto da Fonte encontrou um instrumento chamado INDICAÇÃO. Na relação de proposituras do início do ano até hoje somente cinco (5) indicações estão relacionadas no dia-a-dia da Câmara. Quatro delas da vereadora Glaucia Martins Simões. Como a INDICAÇÃO ainda não foi retirada da Lei Orgânica Municipal de Barretos é uma surpresa ser tão pouco utilizada. Talvez porque pedir para fazer não seja tão interessante quanto perguntar por que não faz.
 
Nesse meio…
…do caminho, exatamente, no dia 18 de agosto de 2014 já foi definido o orçamento da Câmara Municipal para o ano de 2015. No ano que vem o repasse será de R$ 10.067.000,00. Só o corpo legislativo terá a disposição R$ 1.685.000,00. O aumento em relação ao orçamento de 2014 foi de quase 19%. Em espécie: R$ 1.578.000,00. Claro que a Câmara pode todo final de ano devolver dinheiro que sobrou para o município. Senado tem feito isso ultimamente.
 
Independente…
…do valor de cada discussão e das proposituras em questão levantadas pelos vereadores na Câmara Municipal podemos chegar a um valor unitário de quanto custou cada propositura para os cofres municipais do início do ano até hoje. Até o momento foram gastos R$ 5.206.538,22 para dar concretude a 1.162 proposituras. Dividindo temos que o município pagou R$ 4.480,00 cada uma. Embora nem todas revertam diretamente para o munícipe. Está tudo no site da Câmara é só fazer as contas. Dia 8 tem sessão!
 
O ensino médio…
…do maior e mais desenvolvido estado do país (São Paulo) foi menor que o previsto para o ano de 2013. A projeção era de 4,2 e a nota real ficou em 4,1. Isso considerando o ensino médio público e privado. Quando se analisa separadamente a situação é diferente. O ensino médio público deveria ser de 3,9 e foi de 3,7. No ensino médio privado o Ideb projetado era de 6,2. Ficou em 5,6. Os números foram divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais.
 
Barretos passou…
…raspando no Ideb dos anos iniciais do ensino fundamental do setor público municipal. A meta a ser atingida era de 5,8 e o Ideb bateu em 5,9. Nos anos finais o ensino municipal também chegou lá registrando nota de 4,5 sendo que a meta era de 4,3. Pode-se dizer que o ensino público municipal fez a lição de casa. Já o ensino fundamental nos anos finais do setor público estadual precisa estudar um pouco mais. A meta prevista para o ensino do estado era de 5,0 e ficou em 4,9. Município estudou mais que o estado.
 
Superou o teto…
…e agora José? A inflação divulgada ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística) superou o teto máximo permitido pelo governo federal. Considerando os últimos 12 meses chegamos a 6,51% de aumento geral de preços. Daí os economistas pegaram a empregada doméstica e a energia elétrica e disseram que são os vilões do momento. Ambos fizeram a maior pressão sobre os índices. Economista gosta de piada pronta. Energia não é a maior vilã como será o desespero no futuro!

Compartilhe: