Ir para o conteúdo

segunda-feira, 15 de abril de 2024

Artigos

DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES.

Bom Dia Barretos

Estamos, comemorado mais uma vez o Dia Internacional da Mulher, quero ao abraçá-las beijando suas mãos desejar a todas mulheres barretenses, bem como, as mulheres de modo geral, um dia de paz amor e respeito da sociedade num país com taxas escandalosas de feminicídios. A mulher tem que ser protegida, amada e servida diuturnamente, porque ela é a matriz, a fonte da vida, e a nossa eterna companhia. A mulher se sacrifica para bem atender a família, muitas vezes escondendo a decepção por não ser correspondida.

Deus me privilegiou com mulheres excepcionais em minha vida. Tive uma mãe carinhosa, amorosa, severa e determinada, que mesmo após a morte do esposo, conduziu a família, com sete filhos sem desregramento de conduta.

Mas hoje quero falar de outra mulher, Rosa Maria, esposa excepcional que nos últimos tempos se desdobrou em ser também minha cuidadora enquanto me recuperava da cirurgia.

Dedicada, se encarregou de assumir o hospital, os afazeres domésticos e ser a minha cuidadora nos mínimos detalhes. Não consigo entender alguém levantado à mão contra uma mulher ou lhe agredindo moralmente. Fico a pensar, será que não teve uma mãe, uma tia, uma avó, uma amiga de infância em quem podia se inspirar. Porque a agressividade, a falta de respeito e de amor a quem só nos dá amor, compreensão e um ombro seguro nos momentos mais difíceis.

Não, não bastam leis, precisamos conscientizar as pessoas a mudarem seus comportamentos. Aos reticentes agressores, o rigor das leis, mas o mais importante é     a    conscientização que gera mudança de postura. O respeito aos colegas do sexo feminino deve começar a ser trabalhado no primeiro grau, se por acaso não começou no lar.

Nos respeitarmos mutuamente e juntos respeitarmos as mulheres deve ser o básico de qualquer processo democrático.  Que Deus as abençoe proteja guarde para que com alegria possam cumprir suas missões.

BOM DIA BARRETOS.

Compartilhe: