Ir para o conteúdo

sábado, 19 de junho de 2021

Artigos

Dia das Mães

Bom dia, Barretos.

Hoje não vou abordar os problemas da pandemia pelo covid-19, muito menos falar das robustas manifestações de primeiro de maio, com milhares de pessoas saindo às ruas, para apoiar o senhor presidente da república, também não devo abordar temas políticos, porque hoje o programa será dedicado às mães. Deus quando criou a mulher o fez pensando em criar um anjo especial que pudesse preservar sobre a terra, os seres por Ele criados. Deu-lhes por missão, ser mãe, gerar novas criaturas, agasalhando-as em seus úteros, amamentando-as em suas mamas, mas principalmente abençoando-as, dar lhes calor humano, amor, carinho e cercá-las de cuidados especiais, para em seguida encaminhá-las para as jornadas da vida. Durante toda a gestação a mulher alimentou seus filhos através de seu sangue, mas principalmente os nutriu com vibrações de amor e preces dirigidas a Deus para que nascesse uma criança forte e saudável. Após o nascimento a embala em seus braços, vela pelo seu sono, acorda várias vezes à noite para alimentá-la e quando necessário, trocar as fraldas, enfim dedicação total ao recém-nascido. Sempre atenta aos seus rebentos, corre a atendê-los quando chora, cuida de cada detalhe de seu crescimento, acompanha o ganho de peso, sofre com eles quando acometidas das viroses da infância, cuida de seus primeiros passos cercando-os de todos os cuidados necessários para evitar acidentes. Acompanha seus crescimentos, o início da jornada escolar, as modificações em seus corpos. Com eles, faz as tarefas escolares de casa, vai à escola para saber de sua evolução, cuida de cada detalhe. Acompanha a chegada da puberdade, sofre com a falta de compreensão dos jovens, aconselha-os dentro do possível, ora pelo pela sua felicidade e muitas vezes perde o sono, quando os filhos demoram a chegar. Depois de independentes batem as asas, deixam o ninho, mas as mães os acompanham com bênçãos e orações. Tudo isso só pode ser explicado, pela criação de Deus, que nos brindou com um anjo de luz, chamado mãe. O instinto materno é inato às mulheres, e muitas delas não tendo seus próprios filhos, adotam crianças ou cuidam de sobrinhos, cumprindo assim a missão que lhes foi reservada. Só Deus pode explicar tanto amor e dedicação, restando a nós seres humanos, apenas agradecer muito a Deus, por essa benção chamada mãe. Ser mãe não é apenas colocar uma criança no mundo, mas sim acompanhá-la por toda a existência. Por isso mãe receba hoje no seu dia, nosso respeito, carinho e amor. Feliz dia das mães.

Bom dia, Barretos

Compartilhe: