Ir para o conteúdo

quinta-feira, 30 de maio de 2024

Artigos

Dia das Crianças: como não se endividar nas compras de última hora

Muitas pessoas vão às compras nos proximos dias em função do Dia das Crianças (12). Para não se endividar, veja 6 orientações de Reinaldo Domingos, do canal Dinheiro à Vista.
“Evite levar as crianças às compras e vá com tempo e tranquilidade para pesquisar os melhores preços e condições de pagamento. Evite ultrapassar o valor que estabeleceu, pois seguir o planejamento é um dos mais importantes preceitos de educação financeira”, orienta Reinaldo.

Veja 6 orientações para não se endividar:
1- Planejar
Caso não tenha poupado dinheiro com antecedência, estabeleça qual valor pode gastar sem comprometer o orçamento e sem ser preciso se endividar;
2- Conversar
Antes de decidir o que vai comprar, converse com a criança para acertar na escolha. Se o que ela deseja é mais caro do que você pode pagar, conversem, planejem e poupem em família para conquistar este sonho no próximo Dia das Crianças;
3- Pesquisar
Mesmo com a proximidade da data, pesquise preços em lojas físicas e online, pois há grande variação. Se for às lojas, vá com tempo e tranquilidade. Nas compras online, se atente ao prazo de entrega. Opte pela que oferecer também as melhores condições de pagamento;
4- Pagar à vista
Na hora de pagar, não tenha receio de pedir descontos e negociar, especialmente nas compras à vista. Se optar por parcelar, tenha a certeza de que as parcelas caberão no orçamento dos próximos mesmo, lembrando que se aproximam as festas de final de ano e férias escolares;
5- Trocar
Ao invés de comprar, você pode incentivar a criança a trocar brinquedos, livros e roupas que não utiliza mais com amigos, vizinhos ou primos. Assim as crianças se reúnem em um momento alegre e aprendem que quando algo que não serve mais para uma pessoa, pode ser bastante útil e bem-vindo para outra;
6- Passear
Uma possibilidade é explicar que o presente de Dia das Crianças não precisa ser algo comprado e mostrar que podem fazer um passeio em família ou com amigos a um parque, ponto turístico ou museu – algo que ela queira e que saia da rotina. Essa experiência pode levar ao aprendizado de que o dinheiro não compra tudo.

Reinaldo Domingos é Doutor em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin – www.abefin.org.br) e da DSOP Educação Financeira (www.dsop.com.br)

Compartilhe: