sexta-feira, 04 de dezembro de 2020

Artigos

CULTO À DESGRAÇA

Bom Dia Barretos.

De uns tempos para cá, tem se tornado muito difícil, quase penoso, ler os grandes jornais brasileiros. Parece que ficaram cegos às coisas boas e estão se dedicando ao culto às desgraças. Não encontramos uma única noticia alvissareira, uma única informação a respeito das melhorias que ocorrem no país, como se as coisas boas causassem um grande mal aos seus espíritos.
Querem um exemplo: fizeram um tremendo estardalhaço a respeito do aumento do preço da carne e nenhuma referência sobre sua queda. O governo conseguiu domar a inflação, sua politica econômica gerou empregos, agora com carteira assinada, sem qualquer referencia elogiosa por parte da grande mídia. Os juros para aquisição de casa própria caíram vertiginosamente e nenhuma noticia aplaudindo a medida. Os combustíveis diminuíram de preço e nenhuma referencia positiva. Agora querem, porque querem, criar um atrito entre Bolsonaro e Moro, ajuntando gravetos e tacando fogo, como também já o fizeram em relação ao vice-presidente em outro momento. Agridem terrivelmente o governo, e se protegem alardeando a liberdade de imprensa, mas negam o direito do presidente de responder aos repórteres no mesmo diapasão.
Aí já é agressão à imprensa livre. Não vi, nem li, uma única linha criticando o governo local a respeito do tremendo incêndio que se alastrou por quase um mês na Austrália, onde o governo já reconhece ter sido criminoso, ao contrário do, de muito menor proporção, na Amazônia, onde para a grande imprensa o único culpado é o senhor presidente Bolsonaro. Os escândalos sumiram do governo, mas a grande imprensa fica levantando suspeitas indevidas sobre ministros a auxiliares com o único proposito de desgastar o governo.
Por que não fazer uma reportagem sobre a estrada que o exercito asfaltou, resolvendo um sério problema de escoamento de safra, ou da perfuração de poços no Nordeste, solucionando o eterno problema de falta de água? Não, o governo não está acertando em tudo, mas vamos olhar os dois lados e não só um porque o governo cortou as verbas publicitárias.

Bom Dia Barretos.

Compartilhe: