sábado, 28 de novembro de 2020

Artigos

COVID pode afetar o coração?

Olá!

Quanto mais se conhece sobre o novo Coronavírus, mais reconhecem sinais de que algumas complicações desencadeadas por essa doença podem provocar danos persistentes no organismo. Essa semana, dois estudos realizados na Alemanha e publicados na revista JAMA Cardiology, reforçam essas suspeitas. A COVID-19 não é uma doença que atinge apenas o pulmão, pelo contrário, é uma doença sistêmica – ou seja, atinge o corpo todo – e pode até causar inflamação no coração mesmo após a recuperação.
O primeiro trabalho envolveu 100 pacientes recém-recuperados da doença, com idades entre 49 e 53 anos. Exames de ressonância magnética foram realizados – em média 71 dias após o diagnóstico – e apontaram que a infecção afetou o coração de 78% dos participantes e 60% deles apresentavam sinais de inflamação no miocárdio
No outro estudo, foi realizado autópsia de 39 pacientes com idades entre 78 e 85 anos, dos quais 35 faleceram em decorrência de pneumonia provocada pela COVID e os demais devido a outras complicações. Foi identificada a presença do vírus em 61% das amostras. Os pacientes sem carga viral apresentaram menos sinais de inflamação dos tecidos cardíacos em comparação com o material com mais concentração do vírus. Isso ressalta a importância de mais estudos para continuar a analisar os efeitos da COVID-19 no sistema cardiovascular.
Essa inflamação que acomete o musculo do coração é chamada miocardite e pode levar a complicações como insuficiência cardíaca, arritmias, infarto agudo e tromboembolismo. Portanto, se você teve diagnóstico de COVID, mesmo se não apresentou sintomas, deve fazer o acompanhamento cardiológico para investigar e acompanhar as possíveis complicações do novo coronavirus.

Um ótimo domingo e até o próximo!

Compartilhe: