terça-feira, 27 de outubro de 2020

Artigos

Corpo de Carlo Acutis, que será beatificado no sábado (10), está incorrupto?

No dia 1º de outubro foi aberto o túmulo de Carlo Acutis, o adolescente italiano que será beatificado no sábado (10), e cujo corpo parece não ter sofrido a decomposição dos anos; porém, pode-se dizer que é um corpo incorrupto?
Carlo, chamado de ciberapóstolo da Eucaristia, faleceu aos 15 anos, em 2006, de leucemia. Com a abertura de seu túmulo a poucos dias de sua beatificação em Assis (Itália), foram divulgadas imagens do corpo do adolescente, vestido de calça jeans e casaco de moletom, e com um terço nas mãos. O estado de conservação de seus restos mortais levou muitas pessoas a afirmarem nas redes sociais que se trata de um corpo incorrupto.
No entanto, em declarações recentes à ACI Prensa/EWTN, o reitor do Santuário do Despojamento, em Assis, padre Carlos Acácio Gonçalves Ferreira, explicou que o corpo de Acutis “está em um estado muito íntegro, não intacto, mas íntegro. Conserva todos os órgãos”.
Indicou que “já fizeram trabalhos sobre o rosto, mas é bonito que pela primeira vez na história será possível ver um santo vestido de calça jeans, tênis e moletom. Isso é uma grande mensagem”. “Podemos sentir sua santidade não como uma coisa distante, mas como algo ao alcance de todos porque o Senhor é o Senhor de todos”, expressou.
O Santuário do Despojamento em Assis permanecerá aberto de 1º a 17 de outubro para permitir que os numerosos fiéis devotos de Carlo possam venerar seus restos mortais.
Amanhã, vigília da Beatificação, será realizada em Santa Maria dos Anjos uma vigília de oração, animada pela Pastoral Juvenil diocesana e com a presença do Bispo Auxiliar de Milão, Dom Paolo Martinelli, e do Presidente da Conferência Umbra Episcopal, Dom Renato Boccardo. À noite, Assis será uma “cidade eucarística” porque haverá momentos de adoração em várias igrejas do centro histórico.
No sábado, dia 10, será a Cerimônia de Beatificação que poderá ser acompanhada por telões em diversos pontos da cidade e pelas redes sociais.

Compartilhe: