Ir para o conteúdo

sábado, 10 de junho de 2017

Artigos

Confiar em Deus e ouvir o próximo

Confiar em Deus não significa tornar-se uma pessoa inerte, acomodada ou simplesmente esperar que “as coisas caiam do céu”. A confiança em Deus deve ser constante e sempre acompanhada de objetividade, metas, caminhos a serem percorridos. 
Confia em Deus quem credita que o seu amor lhe acompanha em todos os momentos, em todas as atividades do dia e não somente em situações difíceis. A certeza da presença da graça de Deus em sua vida deve impulsionar o indivíduo a traçar um projeto de vida a ser percorrido, um processo que vise um crescimento pessoal. 
Nesse processo, é muito bom também saber escutar àqueles que estão a sua volta, que conhecem os seus defeitos, qualidades, limitações e em algumas vezes até diferem em forma de pensar. Abre-se assim um leque de possibilidades que sozinho o indivíduo jamais conseguiria alcançar. 
O indivíduo que confia em Deus partilha suas ideias, suas responsabilidades, pois vê no outro um “semelhante”, o que gera fraternidade. Na sociedade atual é preciso saber escutar o que o outro tem a dizer. Escutar, confrontar as ideias e chegar a um consenso sempre que possível. 
Um projeto de vida não pode ser traçado sozinho, é necessária sempre a confiança em Deus, que dispõe a sua graça e fortaleza e também a humildade de reconhecer nas pessoas companheiros em uma mesma missão.
Diego Mendes
Seminarista
 

Compartilhe: