Ir para o conteúdo

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Artigos

Comece querendo apenas

Conversávamos há algum tempo com um casal que se dizia "cristão", mas que o marido, apensar de freqüentar a igreja, faz suas reservas com relação aos nossos pastores. A esposa é fervorosa devota do Coração de Jesus, mas por motivos particulares, não freqüentava a igreja, embora anualmente proporcione um lanche "todos" os velhos do asilo…
Não tive dúvidas. Externei a eles sobre a necessidade de eu sinto, de viver cristãmente toda a minha vida, de freqüentar os sacramentos, de ser alma de oração, de procurar à toda a minha vida, uma orientação sobrenatural, sempre consciente da minha fragilidade, diante da tentação do mal.
Nos olhos dos dois amigos, transparecia a resistência de suas almas, à uma vida plenamente cristã e procuravam justificar as suas atitudes com desculpas sem nexo, e, até que com sinceridade, disseram que não poderiam viver como eu dizia, ser o ideal da vida cristã, porque eram muito ambiciosos, e o que almejavam, não lhes permitiam certas posturas cristãs.
Sugeri a eles e agora o faço a todos aqueles que assim vivem, que queiram "apenas" ser bom cristãos, pois que a misericórdia de Deus trabalhará em suas almas, levando-os aos pouquinhos, à vida que no fundo todos almejamos: cristã de fato!

Compartilhe: