Ir para o conteúdo

segunda-feira, 04 de março de 2024

Artigos

Centenário da beatificação de Santa Teresinha do Menino Jesus

Amanhã pode ser considerado também um dia histórico na vida desta tão ilustre santa da Igreja Católica, por completar 100 anos de sua beatificação pelo papa Pio XI, que teve uma consideração tão grande por ela que se tornou um importante devoto e divulgador de sua espiritualidade. Também foi Pio XI (1922-1939) quem a canonizou, dois anos depois, em maio de 1925.
Então percebemos com facilidade o quanto esse papa a admirava, pois essa beatificação se deu apenas um ano depois do início de seu pontificado, quando viu a imensa popularidade que os escritos de Teresinha tinham alcançado, sobretudo os que receberam o título de “História de uma alma”, além de inúmeros poemas, cartas e orações que deixou para a posteridade.
Dentre tantas outras obras já publicadas sobre a sua espiritualidade, o que nelas mais se destaca é a sua compreensão da pequenez que todos temos de cultivar, naquele sentido de esvaziamento interior, para nos pormos completamente fracos diante de Deus, porque é assim que Ele vem ao nosso encontro para nos preencher com sua Força.
Há um ano, a Editora Cultor de Livros, SP, por Edições Carmelitanas, publicou o livro “Para a alegria de Deus: retiro espiritual com Santa Teresa de Lisieux”, de autoria do beato Maria-Eugênio do Menino Jesus, e que foi traduzido do francês para o Brasil por Dom Milton Kenan Jr e padre Jean Marie-Laurier.
Dom Milton, mestre em Espiritualidade, também é um grande divulgador da espiritualidade teresiana.

 

(Por: Diácono Lombardi)

Compartilhe: