terça-feira, 27 de outubro de 2020

Artigos

Capital Humano: os colaboradores como protagonistas do sucesso das empresas

O mundo vive uma revolução, a tecnologia avançou em diversos setores empresarias, com grandes transformações tecnológicas, resultando na implantação de inúmeros processos eletrônicos, aplicativos e demais funcionalidades, diminuindo assim a quantidade de funcionários necessários.
Não há dúvidas de que a tecnologia se tornou uma ferramenta vital para o crescimento de diversas empresas. Portanto, o que podemos observar é que, ao mesmo tempo que a tecnologia substitui algumas atividades, ela gera novas oportunidades e segmentos, mas não podemos nos esquecer que o que diferenciaria uma empresa da outra certamente é a qualidade do serviço prestado por pessoas.
O Capital Humano de uma organização é muito importante e um dos recursos mais importantes da empresa. Sem os colaboradores, não pode existir prestação de serviços e nem produção, por mais alto que seja o nível de tecnologia aplicada. Empresas que não tomam iniciativas para cuidar da qualidade de vida de seus funcionários sofrem com a alta rotatividade.
O Capital Humano leva em conta os atributos que um colaborador adquiriu através de experiência, educação e perícia. Se utilizando desse termo e conceito, as empresas podem enxergar e valorizar ainda mais a capacidade de seus funcionários independentemente de seus cargos e níveis. Podendo formá-lo em um caminho de desenvolvimento profissional e, consequentemente, influenciando nos resultados da empresa.
Um profissional que reúna capacidades, habilidades, conhecimento e informação importantes para a execução das suas atividades pode ser visto como um Capital Humano da organização. A soma de educação com experiência para garantir um desenvolvimento próprio contínuo e que, por consequência, vai agregar também ao crescimento da empresa onde ele trabalha.
Empresas que valorizam o Capital Humano têm uma série de aspectos positivos em sua estrutura organizacional — bem como no dia a dia produtivo. Os erros de execução são menores, a produtividade é maior, a motivação e o engajamento se tornam maiores também, por consequência.
Mas, como investir e desenvolver o Capital Humano da sua empresa?
1. Plano de carreira: trace sempre um plano de carreira para o seu colaborador. Essa é uma forma de conseguir valorizar o trabalho dele e ajudá-lo a evoluir na profissão.Reter um talento não é fácil, portanto, investir nas suas habilidades e oferecer formações para que ele se desenvolva e cresça mais a cada dia pode ser o caminho para que a empresa atinja seus objetivos. Promova um colaborador que já atua na empresa. Prefira alguém que já conhece a sua rotina e faz um bom trabalho. É melhor do que investir todas suas fichas em um novo funcionário que terá que se adaptar a sua cultura do zero.
2. Autonomia da equipe: o Capital Humano está completamente ligado ao engajamento e à confiança da sua equipe. Dê autonomia ao seu funcionário, apoie e ajude ele a tomar decisões. Crie um laço de confiança e ofereça a possibilidade de ele assumir responsabilidades diariamente. Dê espaço para as pessoas da sua equipe e valorize os funcionários que você tem em mãos.
3. Engajamento: ter um funcionário engajado e uma equipe que lute com “unhas e dentes” pelos objetivos são parte do Capital Humano. Lidar com a emoção do funcionário é um desafio diário. Fazê-lo se sentir importante é maior do que qualquer benefício financeiro.
4. Liderança: para uma equipe estar engajada é sempre necessário que se tenha um bom líder gerindo o time. Exemplos arrastam multidões e nada melhor do que um superior que demonstra interesse, se mostra engajado e luta para que sua equipe cresça junto.
5. Bonificação: a bonificação é realidade em muitas empresas e podeser uma forma de influenciar os colaboradores a atingirem uma meta. Usar recompensas em contrapartida de resultados é uma forma de se investir em Capital Humano e no desenvolvimento do funcionário.
6. Capacitação e treinamentos: as empresas estão em uma busca incessante para aumentar a produtividade da sua equipe, mas como fazer isso sem investir nos seus colaboradores? Desenvolva as competências dos seus funcionários com treinamentos. E isso serve tanto para funcionários antigos, dessa maneira eles podem evoluir conforme as exigências do mercado e da empresa, como para os novos funcionários, que podem ter sua adaptação facilitada dentro da cultura da empresa e dos processos.
Você sabe como identificar seu Capital Humano? Você reconhece a importância dele e tem feito investimentos para retê-lo?

Pedro Dias – Especialista em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas. Autor dos livros: Pílulas de Gestão e Tenha Cicatrizes.

Compartilhe: