Ir para o conteúdo

terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Artigos

Canal de denúncia nas escolas: medida para a segurança física e mental dos estudantes

A segurança nas escolas é uma preocupação cada vez mais frequente no Brasil e em todo o mundo. Infelizmente, ataques violentos nas instituições de ensino têm se tornado mais comuns nos últimos dias, gerando um aumento na preocupação dos pais, educadores e autoridades responsáveis pela segurança pública.
Se tomarmos os Estados Unidos da América como exemplo, dados da National School Safety Center nos mostram que, entre 1990 e 2021, ocorreram pelo menos 490 tiroteios em escolas naquele país. Esses ataques deixaram mais de 590 mortos e 800 feridos. O estudo ainda relata que 80% dos atiradores deram sinais claros de que pretendiam cometer um ataque antes de agir.
Um paralelo com mais de 520 mil relatos da base de dados da Aliant, com 268 empresas do segmento de serviços, dentre elas escolas e universidades, mostram que denúncias de assédio moral, discriminação e práticas abusivas tiveram aumento de 100% em cinco anos no Brasil.
Outro número que chama atenção é o gênero de quem relata: enquanto em 2017 a maioria era do gênero masculino, totalizando 54%, em 2022 as mulheres passaram a liderar, com 56% dos casos. Esta inversão necessita de estudos, pois pode ser fruto do maior empoderamento feminino e, consequentemente, mais liberdade em relatar estes abusos, ou talvez estejamos vendo uma tendência de abusos sofridos por meninas, o que pode resultar em mais tragédias.
Esses números alarmantes destacam a importância de se ter canais de denúncia eficientes nas escolas. Este meio permite que alunos, professores e funcionários denunciem comportamentos suspeitos, ameaças e bullying, o que pode levar à identificação e à prevenção de um ataque.
A implementação de um canal de denúncia possibilita aos alunos se sentirem mais confortáveis em relatar comportamentos suspeitos, sabendo que suas informações serão mantidas em sigilo, evitando assim retaliações, e que as medidas apropriadas serão tomadas para proteger a escola.
Além disso, estes canais podem ser uma ferramenta valiosa para identificar alunos que estão passando por dificuldades emocionais ou mentais, como depressão ou ansiedade. Ao identificar esses problemas precocemente, as escolas podem oferecer suporte emocional e psicológico aos alunos antes que a situação piore e eles acabem cometendo um ato violento.
Existem várias medidas que as escolas podem tomar para criar um canal de denúncia eficiente. Entre elas está a promoção de uma cultura de segurança e responsabilidade, incentivando os alunos a denunciarem comportamentos suspeitos, o que cria um ambiente em que a denúncia é vista como algo positivo.
Outra ação importante é treinar os alunos e funcionários da escola sobre como identificar comportamentos suspeitos e como relatá-los de forma eficiente. É importante que a escola tenha uma equipe de segurança treinada para avaliar as informações recebidas e tomar as medidas apropriadas, garantindo a segurança de todos os alunos e funcionários.
Por fim, é importante lembrar que a implementação de um canal de denúncia eficiente é apenas uma das iniciativas que as escolas devem tomar para garantir a segurança de seus alunos. É importante investir em medidas de segurança física, como sistemas de vigilância e controle de acesso, além de promover a saúde mental e emocional dos alunos, oferecendo serviços de aconselhamento e apoio.
Em resumo, os canais de denúncia são uma ferramenta valiosa para prevenir ataques em escolas. Ao criar um ambiente seguro e promover uma cultura de segurança e responsabilidade, as escolas podem incentivar os alunos a denunciarem comportamentos suspeitos, prevenindo incidentes violentos e fatais.

 

 

 

 

Maurício Fiss é diretor
executivo da Aliant,
empresa especializada em
soluções para Governança,
Compliance, Ética,
Privacidade e ESG.

Compartilhe: