Ir para o conteúdo

sábado, 25 de junho de 2022

Artigos

Canabidiol – do preconceito à cura!

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, em 29 de outubro, a autorização sanitária de mais um produto à base de Cannabis.
Trata-se de uma solução de uso oral à base de canabidiol (CBD) com concentração de 50 mg/mL, com até 0,2% de tetraidrocanabinol (THC) e, portanto, deverá ser comercializada em farmácias e drogarias a partir da prescrição médica por meio de receita, sendo que os pacientes devem ser informados sobre o uso.
A fabricação do produto autorizado pela Agência será feita na Colômbia.
Com a autorização, a empresa pode importar o produto já pronto para uso e iniciar a distribuição e a comercialização no país. O produto deve ser prescrito quando estiverem esgotadas outras opções terapêuticas disponíveis no mercado brasileiro.
O popular CDB atua no sistema nervoso central, e que apresenta potencial terapêutico para o tratamento de doenças psiquiátricas ou neurodegenerativas, como esclerose múltipla, esquizofrenia, mal de Parkinson, epilepsia ou ansiedade, por exemplo, além de várias outras.
Se você decidir experimentar o CBD, converse com seu médico, para ter certeza de que isso não afetará outros medicamentos que você estiver tomando.
A utilização desse produto é importante até mesmo para o combate a dores, e o fato de a Anvisa autorizar o medicamento, é mais um passo em combate ao preconceito, e mais chances de cura para pessoas com esses tipos de doenças.
Quanto ao preconceito ou tabu, é necessário acabar imediatamente. Sem dúvida os que mais se beneficiam são os pacientes, pois já há estudos que 84% das crianças com epilepsias graves e resistentes a tratamentos convencionais reduziram suas convulsões usando extratos de maconha ricos em CBD, segundo pesquisa de 2013 nos EUA. Portanto, procure informações com um médico especializado, a solução pode estar mais perto que você imagina.
É importante salientar que o conteúdo deste e outros textos encontrados na internet, são de caráter informativo. O acompanhamento médico é importantíssimo para o tratamento adequado de qualquer doença, e garante a saúde de cada paciente para uma vida saudável a longo prazo.

 

Dr. Jorge Rezeck
Médico no Hospital São Jorge
e Clínica Unique Barretos Membro
titular da Sociedade Brasileira de
Clínica Médica

Compartilhe: